Escolha as suas informações

Seis pessoas detidas por cânticos racistas no Bulgária-Inglaterra
Luxemburgo 16.10.2019

Seis pessoas detidas por cânticos racistas no Bulgária-Inglaterra

Seis pessoas detidas por cânticos racistas no Bulgária-Inglaterra

Foto: AFP
Luxemburgo 16.10.2019

Seis pessoas detidas por cânticos racistas no Bulgária-Inglaterra

A polícia búlgara deteve seis adeptos na sequência dos incidentes racistas registados na segunda-feira no jogo Bulgária-Inglaterra (0-6), em Sófia, de apuramento para o Europeu2020 de futebol, informou hoje aquele organismo policial.

Seis pessoas foram detidas na sequência dos cânticos racistas que na segunda-feira obrigaram a interromper por duas vezes o Bulgária - Inglaterra , jogo de apuramento para o Euro 2020.

O Ministério Búlgaro do Interior informou em comunicado que "está a decorrer uma operação para identificar a punir as pessoas que cometeram atos indecentes no jogo entre as seleções da Bulgária e Inglaterra. Para já, foram detidas seis pessoas, cujo envolvimento no incidente está a ser analisado."

Na mesma nota pode ler-se ainda que as autoridades "estão ainda a trabalhar para idenficar outros envolvidos no incidente".

Os acontecimentos do jogo de segunda-feira levaram a UEFA a anunciar a abertura de um processo disciplinar contra a Bulgária. Também a FIFA fez saber que poderá estender as eventuais sanções a nível global, caso o organismo europeu opte por castigar a federação búlgara.

O jogo de segunda-feira ficou marcado pelos persistentes insultos de adeptos búlgaros a vários jogadores ingleses, entre eles Tyrone Mings, que levaram o árbitro a interromper duas vezes o encontro. Também foi claramente visível que os adeptos da seleção anfitriã presentes no Estádio Nacional Vasil Levski, em Sófia, efetuaram saudações nazis.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.