Escolha as suas informações

Secretário de Estado elogia Vaz do Rio e insta portugueses a aprender línguas
Luxemburgo 2 min. 25.10.2017

Secretário de Estado elogia Vaz do Rio e insta portugueses a aprender línguas

José Luís Carneiro iniciou hoje uma visita de dois dias ao Luxemburgo, com o ensino de português na agenda.

Secretário de Estado elogia Vaz do Rio e insta portugueses a aprender línguas

José Luís Carneiro iniciou hoje uma visita de dois dias ao Luxemburgo, com o ensino de português na agenda.
Foto: Lusa
Luxemburgo 2 min. 25.10.2017

Secretário de Estado elogia Vaz do Rio e insta portugueses a aprender línguas

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, elogiou hoje o português que venceu eleições no Luxemburgo mas renunciou ao cargo de burgomestre, por não falar bem luxemburguês, defendendo a importância de os imigrantes aprenderem línguas.

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, elogiou hoje o português que venceu eleições no Luxemburgo mas renunciou ao cargo de burgomestre, por não falar bem luxemburguês, defendendo a importância de os imigrantes aprenderem línguas. 

 “Mais uma vez é necessário recomendar aos portugueses que se encontram aqui no Luxemburgo a importância de dominarem as línguas, nomeadamente o francês, o alemão e também o luxemburguês, porque foi essa barreira que levou este nosso conterrâneo a ter dificuldades para assumir a responsabilidade de burgomestre”, disse José Luís Carneiro, após um encontro com o imigrante na residência do embaixador. 

José Vaz do Rio, de 61 anos, venceu as eleições municipais de 8 de outubro na pequena autarquia de Bettendorf, no nordeste do país, mas abdicou do cargo de burgomestre, alegando dificuldades com o luxemburguês e o facto de só ter a quarta classe. 

 “Ele ficou como vereador e vice-presidente da Câmara e ficará com pelouros importantes, nomeadamente ligados à língua, à educação e à cultura, a par da relação com o movimento associativo”, disse José Luís Carneiro, considerando-o “um exemplo” que deve encorajar a participação política dos portugueses no Luxemburgo. “Deve ser seguido e, se possível, nas novas gerações, aperfeiçoado, com a aprendizagem de diferentes línguas”, considerou. 

 José Luís Carneiro, que iniciou hoje uma visita ao Luxemburgo, com o ensino de português na agenda, defendeu também a importância de promover “uma boa aprendizagem da língua materna”, afirmando que esta “auxilia e muito no processo de aprendizagem de línguas estrangeiras”. 

 O secretário de Estado apelou ainda à participação política dos portugueses, “recenseando-se para votar e habilitando-se ao desempenho de funções autárquicas” nas localidades onde vivem. 

O encontro com o homem que venceu as eleições municipais em 8 de outubro mas abdicou do cargo de burgomestre tinha sido prometido quando Marcelo Rebelo de Sousa e José Luís Carneiro telefonaram a felicitar o imigrante, um dia depois das eleições.

O secretário de Estado iniciou hoje uma visita ao Luxemburgo com o ensino de português na agenda. Na quinta-feira, José Luís Carneiro vai ter um almoço de trabalho com o ministro da Educação do Luxemburgo, Claude Meisch. 

 Segue-se uma visita a uma escola em Esch-sur-Alzette, onde este ano se iniciaram os novos cursos complementares previstos no memorando de entendimento assinado em abril por António Costa e pelo primeiro-ministro luxemburguês, Xavier Bettel. O acordo pôs fim a um diferendo entre os dois países, depois de no ano passado a autarquia de Esch-sur-Alzette ter anunciado a intenção de acabar com as aulas de português na modalidade do ensino integrado.

P.T.A.


Notícias relacionadas