Escolha as suas informações

Santos portugueses no desfile do Dia Nacional
Luxemburgo 2 min. 22.06.2022
Festividades

Santos portugueses no desfile do Dia Nacional

Festividades

Santos portugueses no desfile do Dia Nacional

Foto C.A.S.A. Asbl
Luxemburgo 2 min. 22.06.2022
Festividades

Santos portugueses no desfile do Dia Nacional

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Mais de 300 portugueses do C.A.S.A vão desfilar no cortejo oficial ao som das marchas populares esta noite. Há ainda o arraial com petiscos na capital.

Pelas 6h30 desta manhã José Trindade, presidente do C.A.S.A e a sua equipa, já estavam na Place Jean Heinisch, junto à Igreja do Sacré Coeur, na capital do Luxemburgo, a preparar tudo para a festa portuguesa do Dia Nacional do Luxemburgo que decorre a partir das 16h00 desta quarta-feira.

Este é local “privilegiado para assistir ao fogo de artifício de logo à noite”, diz ao Contacto o presidente do Centro de Apoio Social e Associativo (C.A.S.A). Mas até ao espetáculo estes representantes da comunidade portuguesa nas festividades do Dia Nacional do Luxemburgo têm muito para oferecer.

Ali, na Place Jean Heinisch há muita gastronomia portuguesa para deleitar não só os lusitanos como todos os outros residentes. Sardinhas e frango assado, bifanas, chouriço, mel, vinhos, e muitas mais iguarias portuguesas do “melhor que Portugal tem para oferecer”, vinca este responsável. Das 16h00 às 01h00 da manhã é ali que a festa também se faz com o coração português.

Os portugueses voltam a desfilar no cortejo nacional esta noite.
Os portugueses voltam a desfilar no cortejo nacional esta noite.
Foto C.A.S.A. Asbl

Pelas 19h00, chega a música com o encontro dos grupos folclóricos, cantares de Lafões, concertinas desta associação que também irão integrar o desfile oficial da Festa Nacional, como já é tradição.

Mais de 300 portugueses em nove grupos de cantares vão animar o cortejo nacional ao som das marchas dos santos populares de Lisboa. “Somos a única representação portuguesa neste grande cortejo”, diz Trindade orgulhoso. 

“Quando chegarmos em frente à tribuna iremos subir e entregar um ramo de flores à senhora Grã-duquesa Maria Teresa e uma medalha de Portugal ao senhor Grão-Duque. Esta é já uma tradição nossa antiga”. Enquanto isso, vai ouvir-se o fado de Lisboa no cortejo, dedicado precisamente à tribuna, onde estará também o primeiro-ministro Xavier Bettel e outros representantes do país.

Xavier Bettel passou pela recente festa do Dia de Portugal do C.A.S.A e posou com o presidente José Trindade e secretária Elisabete Dias.
Xavier Bettel passou pela recente festa do Dia de Portugal do C.A.S.A e posou com o presidente José Trindade e secretária Elisabete Dias.
C.A.S.A.

Bettel tem aliás sido uma presença habitual na Festa do Dia de Portugal, organizada pelo C.A.S.A..


Como é que surgiu a Festa Nacional do Luxemburgo? Perguntas e respostas
Qual é a história por detrás do aniversário oficial do Grão-Duque, como é que o país celebra a Nationalfeierdag (Festa Nacional, em português), e o que está planeado para este ano? Eis o que tem de saber sobre a festividade luxemburguesa.

Este ano o primeiro-ministro não faltou e passou pelo espaço desta associação “para cumprimentar os portugueses e deliciar-se com a nossa gastronomia que diz ser uma delícia”, conta José Trindade recordando que ambos se conhecem há mais de 30 anos, desde quando José Trindade “ia visitar os reclusos à Penitenciária e Xavier Bettel também ali se deslocava como advogado”.

Amanhã a festa continua, e o C.A.S.A vai estar também no Parque Municipal Kinnekswiss, mais uma vez com a “nossa saborosa gastronomia”, entre churrascos e especialidades portuguesas, das 09h00 às 17h00.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O historiador luxemburguês Thierry Hinger passou quatro anos a vasculhar os arquivos das associações portuguesas no Luxemburgo e do Instituto Diplomático, em Lisboa, para escrever a tese de doutoramento. Um estudo que documenta a história das associações portuguesas no Luxemburgo e as políticas de emigração após a revolução de 1974.
O historiador luxemburguês Thierry Hinger assina uma tese sobre as políticas de emigração e as associações portuguesas no Luxemburgo.
Gabinete de apoio aos milhares de emigrantes
O primeiro-ministro português, António Costa, anunciou hoje que vai inaugurar na próxima sexta-feira, dia 18, o primeiro "espaço do cidadão" em Paris, onde os portugueses poderão tratar de 60 serviços, desde a carta da condução ao registo criminal.