Escolha as suas informações

Saiba quais as novas medidas para as escolas, a partir dia 30
Luxemburgo 3 min. 20.11.2020

Saiba quais as novas medidas para as escolas, a partir dia 30

Imagem de arquivo

Saiba quais as novas medidas para as escolas, a partir dia 30

Imagem de arquivo
Foto: Claude Piscitelli
Luxemburgo 3 min. 20.11.2020

Saiba quais as novas medidas para as escolas, a partir dia 30

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Se o Governo avançar com novas restrições para a semana, nas escolas regressa o ensino à distância e há novas regras sobre uso da máscara. Vão realizar-se até 800 testes covid por dia a alunos e docentes, disse Claude Meisch.

Apenas os alunos dos anos superiores do Secundário irão voltar às aulas à distância, em casa, como o Contacto anunciou ontem. Além do ensino à distância alternado, os exames vão passar para um ritmo semestral ou invés do trimestral, agora em vigor, e a regra “se me mexo coloco a máscara” é imposta, para todos os alunos, à exceção do ciclo 1, anunciou esta manhã o ministro Claude Meisch na comissão parlamentar de educação.

Estas são as novas medidas que vão ser adotadas nas escolas do país, caso o governo avance para o confinamento parcial para a semana. Mas só segunda-feira será conhecida a decisão, como disse hoje Xavier Bettel. 

Aqui ficam as principais alterações nas escolas:

Regresso do ensino à distância

Apenas as classes superiores do ensino secundário (do 4º ao 2º, mas não para as classes finais) irão ser divididas em grupos A e B que alternam semanalmente as aulas presenciais nas escolas, e as aulas virtuais em casa. Os professores continuam a dar as aulas na escola, sempre. Assim será a partir de 30 de novembro e até às férias de Natal. No ensino fundamental mantém-se tudo igual como até agora.

“As direções também têm a opção adotar outra rotatividade de alguns dias, por exemplo. Em qualquer caso, o sistema deve permitir garantir a continuidade das aulas para todos, ao contrário do sistema de rotatividade de uma semana de aulas e uma semana de repetição em casa, como foi praticado na primavera”, vincou o ministro.


Luxemburgo. Só alunos do secundário vão regressar às aulas à distância em casa
No ensino fundamental, os alunos vão continuar a frequentar a escola, garantiu ao Contacto o Ministério da Educação. A mudança só acontece, se para a semana, forem adotadas medidas mais duras no combate à epidemia.

Exames passam a ser semestrais

Se o confinamento parcial for adotado, as avaliações passam a ser semestrais, deixando de existir os testes de avaliação trimestralmente, dando lugar a exames por semestre. Esta mudança em tempo de pandemia, visa “tirar um pouco a pressão do calendário” escolar.

Além de que foi observado que as quarentenas devido à epidemia “têm provocado atrasos”.

Os professores ficariam livres para definir os momentos de avaliação.

“Assim que me mexo, coloco a minha máscara”

As regras quanto ao uso da máscara passam a estar harmonizadas, segundo o princípio: “Assim que me mexer, coloco a minha máscara”. Só quando se sentar no seu lugar na sala de aula o aluno pode retirar a máscara enquanto estiver sentado, explicou o ministro.

Nas aulas de desporto as regras não mudam: “os alunos usam a máscara até ao início da atividade desportiva”. Estas aulas têm de estar em conformidade com as normas de saúde, tal como as aulas e atividades extra-curriculares, como aulas de música, atividades de centros juvenis ou escuteiros.


Covid-19. Escolas registam 719 casos positivos
O ministério da Educação garante que "as infeções nas escolas estão controladas"

Fundamental. Alunos vão às escolas

Claude Meisch explicou que não há novas regras no ensino fundamental porque a idade dos alunos é um fator importante na epidemia, e incidência das infeções é muito maior no ensino secundário do que no fundamental. O último balanço mostra que as infeções entre os alunos do secundário foram quase o dobro das registadas no ensino fundamental. Das 666 novas infeções de alunos, entre 9 e 15 novembro, 410 registaram-se no secundário contra 256 do ensino fundamental.

Escolas. Até 800 testes covid por dia 

Os deputados questionaram ainda o ministro sobre a vacinação nas escolas, pelas 12 equipas com unidades móveis, processo a cargo da tutela da educação.


Covid-19. Governo põe 12 equipas a rastrear as escolas
Ao que tudo indica, o ministro da Educação deverá dar novas instruções para o funcionamento das escolas na segunda-feira, dia em que as 12 brigadas de rastreio covid vão para o terreno.

Até ao meio da semana que vem a capacidade de testagem deverá chegar aos 700 a 800 testes de rastreios diários realizados a alunos e professores. Cerca de 70 pessoas foram treinadas para reforçar as equipas de testes nas escolas.

As equipes se movem prioritariamente para as classes abrangidas por um cenário 1, ou seja, onde apenas uma pessoa teve teste positivo para Covid-19 e onde a classe continua a operar, mas isolada das outras.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas