Escolha as suas informações

Saiba as novas medidas nos liceus entre 30 de novembro e o Natal
Luxemburgo 2 min. 26.11.2020

Saiba as novas medidas nos liceus entre 30 de novembro e o Natal

Saiba as novas medidas nos liceus entre 30 de novembro e o Natal

Foto: Moritz Frankenberg
Luxemburgo 2 min. 26.11.2020

Saiba as novas medidas nos liceus entre 30 de novembro e o Natal

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
As aulas no ensino secundário vão voltar ao regime de alternância entre os alunos dos últimos anos a partir de segunda-feira e até ao início das férias de Natal. Esta é uma das medidas decretadas pelo Ministério da Educação, à margem da lei covid que entrou em vigor a 26 de novembro.

Tal como anunciado em meados de novembro, o Ministério da Educação cumpre a promessa de instituir as aulas em alternância, entre regime presencial e à distância. A medida insere-se no cenário de confinamento parcial para lutar contra a propagação do coronavírus, que começou a 26 de novembro.

Os alunos do secundário afetados pela medida fazem parte das turmas do 4°, 3° e 2° ano dos ensinos clássico e geral, e ainda as turmas de formação profissional (4TP, 3TP, 2TP, DP1 e DP2). Já os alunos do último ano do secundário vão continuar com as aulas presenciais, para se prepararem melhor para os exames. Segundo o Ministério da Educação, as escolas podem escolher o modelo de alternância para as turmas, podendo dividir os alunos em dois grupos (A e B) ou optando pela rotatividade da turma inteira, de forma diária ou semanal.

Nas formações profissionais, as aulas práticas deverão continuar a ser presenciais e as teóricas à distância. Quanto aos estágios de aprendizagem nas empresas não vão ser afetados por estas medidas, assegura o ministério.

Outra medida confirmada para este ano letivo é a organização das aulas em dois semestres (em vez de três trimestres) para as turmas do secundário. O primeiro semestre vai de 15 de setembro de 2020 a 12 de fevereiro de 2021. O segundo começa a 22 de fevereiro de 2021 e termina a 15 de julho de 2021.

Nos ensinos fundamental e secundário vão ser canceladas as visitas escolares, as viagens e excursões, tanto no país como no estrangeiro. No ensino fundamental continua, no entanto, a serem permitidos os passeios educativos na floresta, no máximo de duas turmas juntas.

Além destas medidas, e tal como anunciado a 12 de novembro, o ministério relembra que as aulas de educação física e natação vão ser mantidas de acordo com as normas em vigor (atividades ao ar livre e desportos individuais devem ser privilegiados, grupos de um máximo de quatro alunos para desportos de equipa, medidas de distanciamento obrigatórias, exceto o uso de máscara durante o esforço físico).


Exceção. Apenas três escolas secundárias não tornaram a máscara obrigatória
Com os casos em crianças e adolescentes a representar 12% das infeções ativas no país, as escolas continuam a ter margem para não impôr o uso das proteções faciais.

Nas escolas fundamentais, o uso de máscara é recomendado nos recreios e é obrigatório dentro do edifício escolar, exceto quando as crianças estiverem sentadas nas salas. O uso de máscara é também obrigatório a partir dos seis anos nas estruturas de acolhimento ('maions relais', etc.), quando as crianças estiverem a circular.

Quanto às reuniões profissionais (entre direção, professores e pessoal auxiliar), se forem com mais de quatro pessoas terão de ser feitas por videoconferência. Já as reuniões com os pais continuam a ser presenciais, mas mantendo a distância de dois metros e respeitando as medidas sanitárias.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas