Escolha as suas informações

Sacos de plástico gratuitos acabam na segunda-feira
Luxemburgo 27.12.2018

Sacos de plástico gratuitos acabam na segunda-feira

Sacos de plástico gratuitos acabam na segunda-feira

Foto: SIP
Luxemburgo 27.12.2018

Sacos de plástico gratuitos acabam na segunda-feira

Os sacos de plásticos gratuitos têm os dias contados no Luxemburgo.

A partir de segunda-feira, passa a ser proibido por lei pôr à disposição dos consumidores sacos de uso único gratuitos. Mas há uma exceção: os chamados sacos leves usados para embalar frutas e legumes.

Num comunicado enviado às redações, o Ministério do Ambiente explica que os sacos leves – com uma espessura inferior a 15 micrómetros – poderão continuar a ser dispensados gratuitamente se em causa estiverem questões de higiene ou relacionadas com a prevenção do desperdício alimentar.

A partir do dia 31 de dezembro os sacos de plástico “normais” deixam então de ser gratuitos, sendo que as superfícies comerciais e pontos de venda que não respeitarem as novas regras arriscam-se a multas.

O objetivo da medida é reduzir o plástico de utilização única e o ministério garante que, durante a legislatura, serão implementadas outras políticas do género para proteger o ambiente.

Na mesma nota, o ministério dá algumas sugestões para que se limite ainda mais o uso de sacos de plástico, recomendando, por exemplo, o recurso a sacos reutilizáveis. Se o saco descartável for a única alternativa, o conselho é optar por um saco de papel, mas de forma consciente. O ministério lembra que, se não forem reciclados, os sacos de papel chegam a ser mais prejudiciais para o meio ambiente do que os sacos de plástico leves.

Diana Alves


Notícias relacionadas

Valorlux: Sacos de plástico mais caros
O preço dos sacos de plástico vendidos nas lojas vai aumentar já este mês de janeiro. A nova tarifa dos sacos mais vulgares, vendidos nas caixas dos supermercados, vai passar dos três para os cinco cêntimos.
Os sacos de plástico vão passar de três para cinco cêntimos.
Projeto legislativo: Sacos de plástico vão continuar a proliferar nos supermercados
Os clientes dos supermercados podem continuar a utilizar, sem pagar, os sacos de plástico, que servem para embalar frutas e legumes. A medida acabou por ser excluída do projecto-de-lei 6990 que visa reduzir as embalagens. Isto porque, segundo a ministra do Ambiente, Carole Dieschbourg, ainda não foi encontrada uma “alternativa razoável”.