Escolha as suas informações

Restrições covid deverão manter-se para além de 26 de abril
Luxemburgo 16.04.2021 Do nosso arquivo online

Restrições covid deverão manter-se para além de 26 de abril

Prime Minister Xavier Bettel

Restrições covid deverão manter-se para além de 26 de abril

Prime Minister Xavier Bettel
Lex Kleren
Luxemburgo 16.04.2021 Do nosso arquivo online

Restrições covid deverão manter-se para além de 26 de abril

Susy MARTINS
Susy MARTINS
O primeiro-ministro, Xavier Bettel, e o ministro da Saúde que substitui Paulette Lenert, Romain Schneider, falam hoje ao país, a partir das 15h.

 A próxima ‘lei covid’ que deverá entrar em vigor a 26 de abril, vai ser discutida esta sexta-feira em Conselho de Ministros, para que depois possa ser votada no Parlamento, no final da próxima semana. Segundo o jornal l’Essentiel, que cita fontes próximas do dossiê, as restrições atuais deverão ser mais uma vez prolongadas, prevendo-se pequenos ajustamentos.

O recolher obrigatório entre as 23:00 e as 6:00 deverá manter-se, como também continuará a ser proibido ajuntamentos com mais de 100 pessoas. Quanto aos convidados que se pode receber em casa, continuará a ser dois do mesmo agregado familiar. Deverá manter-se ainda a obrigação do uso da máscara nos locais públicos, como a proibição do consumo de álcool na via pública.

As esplanadas dos restaurantes e cafés deverão continuar a manter-se abertas. No entanto, ainda não se perspetiva a reabertura completa do setor da horeca.

O primeiro-ministro, Xavier Bettel, e o ministro da Saúde que substitui Paulette Lenert, Romain Schneider, falam hoje ao país, a partir das 15h.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A ministra da Saúde, Paulette Lenert, sentiu-se mal na terça-feira (23 de março), sendo que teve de ser hospitalizada durante um dia. Segundo um comunicado do Ministério da Saúde, o estado de saúde de Paulette Lenert melhorou rapidamente e já regressou a casa.
O primeiro-ministro afirmou esta tarde que o confinamento parcial vai durar até pelo menos 15 de janeiro. Não haverá relaxamento das medidas no Natal e Ano Novo.
IPO,Conseil de Gouvernement. Xavier Bettel & Paulette Lenert.Foto: Gerry Huberty/Luxemburger Wort