Escolha as suas informações

Renânia-Palatinado. Residentes do Luxemburgo autorizados a visitas de 24 horas livres de testes covid-19
Luxemburgo 2 min. 02.10.2020 Do nosso arquivo online

Renânia-Palatinado. Residentes do Luxemburgo autorizados a visitas de 24 horas livres de testes covid-19

Renânia-Palatinado. Residentes do Luxemburgo autorizados a visitas de 24 horas livres de testes covid-19

Luxemburgo 2 min. 02.10.2020 Do nosso arquivo online

Renânia-Palatinado. Residentes do Luxemburgo autorizados a visitas de 24 horas livres de testes covid-19

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
A permissão entra já em vigor este sábado. As idas às compras estão também incluídas nesta autorização de permanência sem restrições. O Sarre vai permitir visitas iguais a partir de dia 5.

A permissão na Renânia-Palatinado entra já em vigor este sábado, dia 3 de outubro, segundo anunciou Malu Dreyer no site da Chancelaria deste estado. O Sarre vai permitir visitas iguais a partir de dia 5. Neste período pode-se permanecer nos estados sem apresentar testes negativos nem ficar em quarentena.


Covid-19. Sarre e Renânia-Palatinado aliviam restrições aos residentes do Luxemburgo
A partir do próximo dia 5, os luxemburgueses podem permanecer 24 horas no Sarre sem necessidade de teste. A Renânia-Palatinado está a negociar acordo idêntico por um período de 48 horas.

 A ministra-presidente da Renânia-Palatinado, Malu Dreyer, conseguiu chegar a acordo com o Governo federal alemão e permitir que os residentes do Luxemburgo possam visitar o seu estado durante um período de 24 horas sem ter de mostrar o teste negativo à covid-19, realizado até 48 horas antes, ou ser testado e ficar em quarentena. Isto porque o Luxemburgo está classificado como “zona de risco” pela Alemanha, impondo restrições à livre circulação dos luxemburgueses.

   “Todos nós trabalhamos para garantir que as pessoas na região da fronteira possam continuar a viver suas vidas quotidianas. O Governo federal dá nova margem de manobra e vai finalmente discutir o assunto na próxima segunda-feira no gabinete federal. Já no sábado, 3 de outubro, vamos garantir que as pessoas da região de fronteira possam viajar para a Renânia-Palatinado por 24 horas ", declarou Malu Dreyer. 

Motivos válidos

Malu Dreyer pretendia que esta autorização fosse de 48 horas, como escreveu ontem o Contacto, mas só conseguiu um acordo para 24 horas sem restrições para os luxemburgueses, franceses e belgas dos estados fronteira com a Renânia-Palatinado.

Assim durante este período de tempo, os vizinhos deste estado alemão podem passar a fronteira por motivos médicos, como consultas marcadas, viagens de negócios ou exames universitários entre outros. As viagens privadas por motivos familiares também estão incluídas.


Viagens à Alemanha para consultas médicas continuam a ser permitidas
Os residentes do Luxemburgo vão poder continuar a ir às consultas e exames médicos no estado da Renânia-Palatinado, apesar do Grão-Ducado ser "zona de risco".

Os residentes do Luxemburgo podem também continuar a fazer as suas compras ou ir ao restaurante na Renânia-Palatinado, desde que o período não exceda as 24 horas, como fez questão de frisar Malu Dreyer defendendo que a vida dos habitantes do seu estado e a dos luxemburgueses das fronteiras está intimamente ligada.

 Esta é uma exceção às restrições gerais impostas pela Alemanha por manter o Luxemburgo como “zona de risco” da Covid-19. A partir do limite de 24 horas já terão de apresentar um teste de despistagem covid negativo, feito nas últimas 48 horas, ou então obrigatoriamente realizar o teste à chegada e ficar em quarentena até o resultado ser conhecido.

Por seu turno, a ordem de quarentena também está levantada para os residentes da Renânia-Palatinado que visitem o Luxemburgo por um período até 72 horas.

Sarre segue exemplo

O estado alemão do Sarre conseguiu uma exceção igual para os vizinhos luxemburgueses, mas que só entrará em vigor a partir de segunda-feira, dia 5 de outubro.

O anúncio foi feito pelo ministro-presidente deste estado alemão, Tobias Hans, esta semana e prevê exatamente o mesmo período de livre de restrições autorizado na Renânia-Palatinado.


Restrições nas fronteiras. Luxemburgo reforça assistência consular
O chefe da diplomacia luxemburguesa qualifica de "discriminatórias", as restrições dos dois dos países vizinhos para evitar a propagação do novo coronavírus e já reforçou a assistência consular.

Desde há uma semana que o Luxemburgo está classificado como “zona de risco” da Alemanha, tendo a Bélgica e a França (à exceção do Grande Este) passado também a figurar nesta lista vermelha.

Na próxima semana, estão agendadas discussões em Berlim sobre como administrar as áreas de fronteira neste contexto de crise de saúde, adianta o Wort. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas