Escolha as suas informações

Reforço do próximo orçamento de Estado vai beneficiar Polícia e Exército
Luxemburgo 07.04.2019

Reforço do próximo orçamento de Estado vai beneficiar Polícia e Exército

Reforço do próximo orçamento de Estado vai beneficiar Polícia e Exército

Foto: Lex Kleren
Luxemburgo 07.04.2019

Reforço do próximo orçamento de Estado vai beneficiar Polícia e Exército

Dentro do plano da aquisição de novo material, está prevista a entrega de dois novos helicópteros à polícia para o mês de outubro. Na totalidade, as despesas ligadas à defesa no Luxemburgo deverão atingir um total de 333 milhões em 2019.

A polícia grã-ducal, o Exército e o ministério da Defesa vão beneficiar de verbas reforçadas no novo orçamento de Estado para 2019 que deverá ser aprovado ainda no final deste mês. A verba em 2018 cifrou-se em 234 milhões de euros, mas para 2019 está previsto um aumento, devendo atingir os 257,9  milhões, o que significa um aumento na ordem dos 11,6%.

O reforço das referidas verbas estão destinadas essencialmente à aquisição de novo material, nomeadamente dois novos helicópteros que deverão ser entregues à polícia em Outubro. O ministério da Defesa participa com 17,6 milhões de euros, mas as despesas referentes à utilização dos helicópteros que se elevam a 5,2 milhões de euros estarão a cargo da própria polícia.

Mas o significativo aumento das verbas destina-se, também, à substituição e aquisição de material para as unidades especiais, como carros elétricos, armas e coletes à prova de bala. Dentro das verbas do novo orçamento, estão previstos 770.000 euros para formações específicas da polícia judiciária e unidades de intervenção.

O exército luxemburguês será contemplado com 86 milhões de euros do orçamento, 61,4 milhões dos quais destinados a gastos com o pessoal.

Na totalidade, as despesas ligadas à defesa no Luxemburgo deverão atingir um total de 333 milhões em 2019. Desta verba, cerca de 14 milhões de euros estão destinados à renovação das casernas.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas