Escolha as suas informações

Referendo: CLAE diz que direito de voto não é a única batalha na integração dos estrangeiros
Luxemburgo 28.01.2015

Referendo: CLAE diz que direito de voto não é a única batalha na integração dos estrangeiros

Referendo: CLAE diz que direito de voto não é a única batalha na integração dos estrangeiros

Foto: Serge Waldbillig
Luxemburgo 28.01.2015

Referendo: CLAE diz que direito de voto não é a única batalha na integração dos estrangeiros

O Comité de Ligação das Associações de Estrangeiros (CLAE) reiterou na terça-feira o apoio à concessão do direito de voto nas legislativas aos não-luxemburgueses, uma questão que vai ser referendada em Junho, mas recorda que há outros problemas na integração dos estrangeiros.  

O Comité de Ligação das Associações de Estrangeiros (CLAE) reiterou na terça-feira o apoio à concessão do direito de voto nas legislativas aos não-luxemburgueses, uma questão que vai ser referendada em Junho, mas recorda que há outros problemas na integração dos estrangeiros.    

Sublinhando que a atribuição aos estrangeiros do direito de voto nas legislativas permitiria "reafirmar a legitimidade do sistema de representatividade" e "o princípio de igualdade" dos cidadãos, o CLAE diz esperar que o referendo "não oculte as questões relacionadas com a igualdade social".

"Continuaremos, enquanto plataforma de associações da imigração, a militar para que todas as questões relacionadas com o acolhimento [dos imigrantes] e as desigualdades sócio-económicas possam encontrar resposta por parte da sociedade e do mundo político", diz a associação em comunicado enviado na terça-feira.

Na nota, o CLAE apoia ainda as condições estabelecidas no referendo para a atribuição do direito de voto aos estrangeiros, que incluem dez anos de residência no Luxemburgo e a participação prévia em eleições comunais ou europeias.

O programa do Governo luxemburguês prevê a realização de um referendo sobre a concessão do direito de voto aos estrangeiros nas eleições legislativas, agendado para 7 de Junho deste ano.

A consulta popular, aberta apenas aos luxemburgueses, inclui ainda uma questão sobre o direito de voto para os jovens com mais de 16 anos e outra sobre a limitação de mandatos do Governo a dez anos.


Notícias relacionadas

OPINIÃO: Caros Luxemburgueses,
EDITORIAL, POR JOSÉ LUÍS CORREIA - Caros Luxemburgueses, o debate em torno do direito de voto dos estrangeiros nas legislativas, a referendar no domingo, tem incendiado a opinião pública nos últimos meses, como há muito não acontecia.
15.5. LuxVille / Plakate Referendum Foto: Guy Jallay
Direito de voto dos estrangeiros : "CSV e ADR jogam com o medo" - ASTI
A Associação de Apoio aos Trabalhadores Imigrantes (ASTI, no acrónimo em francês) apresentou, no domingo, à comunidade cabo-verdiana os benefícios do direito de voto dos estrangeiros nas legislativas luxemburguesas. Quanto ao resultado das sondagens, que dão a vantagem ao "não", a ASTI diz que os partidos da oposição estão a jogar com o medo.
Sérgio Ferreira e Laura Zucolli, da ASTI, estiveram à conversa com Clara Delgado, da Embaixada de Cabo Verde, dirigentes associativos e e alguns membros da comunidade cabo-verdiana