Reagrupamento familiar

Quase 500 pessoas entram no país ao abrigo da nova lei

Foto: Pierre Matgé

O ministro da Imigração, Jean Asselborn, revelou que 441 pessoas entraram no Luxemburgo entre 24 de março e 24 de julho deste ano, ao abrigo da nova lei do reagrupamento familiar de imigrantes.

Os números foram avançados pelo ministro numa resposta a uma pergunta parlamentar do deputado Laurent Mosar (CSV).

O parlamentar cristão-social quis ainda inteirar-se da evolução sobre o acordo de readmissão entre os Estados do Benelux e os países do Magreb.

O ministro respondeu que essa matéria é mais da competência da Comissão Europeia (CE) do que do Benelux, uma entidade que assume, neste caso, um papel irrelevante.

As negociações CE-Magreb foram retomadas com Marrocos em janeiro de 2015, estão em curso com a Tunísia e mantém-se num impasse com a Argélia.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.