Escolha as suas informações

Radares. Cerca de 800.000 condutores multados em três anos
Luxemburgo 18.03.2019 Do nosso arquivo online

Radares. Cerca de 800.000 condutores multados em três anos

Radares. Cerca de 800.000 condutores multados em três anos

Foto: Pierre Matgé
Luxemburgo 18.03.2019 Do nosso arquivo online

Radares. Cerca de 800.000 condutores multados em três anos

Só nos primeiros dois meses deste ano, foram apanhados mais de 50.000 automobilistas infratores.

Em funcionamento há três anos, os radares fixos de controlo de velocidade e os dispositivos móveis apanharam, desde então, cerca de 800.000 automobilistas em excesso de velocidade, segundo números divulgados pelo jornal Luxemburger Wort, que cita o ministério. 

Os radares de controlo de velocidade estão em serviço desde o dia 16 de março de 2016. O projeto arrancou com uma dezena de aparelhos fixos e um móvel. Entretanto são já 24 os dispositivos fixos e seis os móveis. 

E o 25.º fixo estará para breve. Segundo o diário luxemburguês, o radar fixo de velocidade da nacional N12 deverá começar a funcionar em setembro ou outubro deste ano. O aparelho deverá ficar situado algures em Lehrhoff, entre Grosbous e Hierheck, palco de dois acidentes mortais no ano passado. Além deste radar, o Ministério dos Transportes e Obras Públicas já anunciou a instalação, ainda este ano, de um novo sistema de controlo de velocidade na N11, perto de Waldhof. Em causa está um radar que consegue medir a velocidade média do veículo ao longo de uma extensão de 4,2 quilómetros. Será o primeiro do género no país. A pedido da polícia, o Luxemburgo deverá também encomendar um segundo radar semi-fixo. 

Segundo os números divulgados pelo Wort, no ano de estreia dos radares, foram detetadas 254.000 infrações. No ano seguinte, o número desceu para 241.000. Em 2018, já com as estradas equipadas com 24 dispositivos fixos e seis móveis, foram apanhados 250.000 condutores a circular acima dos limites de velocidade permitidos por lei. Entretanto, nos dois primeiros meses deste ano, os radares registaram 53.000 infrações. 

O excesso de velocidade continua a ser uma das principais causas dos acidentes de viação no Grão-Ducado, embora não seja a única. No total, no ano passado, 35 pessoas perderam a vida nas estradas nacionais. Este ano, os acidentes rodoviários já fizeram duas vítimas mortais.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas