Escolha as suas informações

Quem são os candidatos luxemburgueses às eleições europeias?
Luxemburgo 2 min. 19.03.2019 Do nosso arquivo online

Quem são os candidatos luxemburgueses às eleições europeias?

Quem são os candidatos luxemburgueses às eleições europeias?

Foto: AFP
Luxemburgo 2 min. 19.03.2019 Do nosso arquivo online

Quem são os candidatos luxemburgueses às eleições europeias?

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
Há 52 candidatos conhecidos, de dez listas partidárias, em liça para os seis assentos que o Luxemburgo tem direito no Parlamento Europeu. Falta apenas conhecer a lista dos seis comunistas do KPL.

(Notícia atualizada a 26 de abril de 2019, às 16:21.)

As próximas eleições para o Parlamento Europeu estão marcadas para o dia 26 de maio. Atualmente, o CSV tem metade dos seis assentos do Luxemburgo no Parlamento Europeu: Georges Bach, Christophe Hansen e o também novo presidente do partido Frank Engel. Os socialistas contam com Mady Delvaux, o DP com Charles Goerens e os Verdes com Tilly Metz.

No próximo sufrágio, o Grão-Ducado mantém a eleição de seis deputados. A Rádio Latina avança aqui os nomes dos candidatos das dez listas partidárias: 

CSV

Os cristãos-sociais do CSV têm o eurodeputado Christophe Hansen e a vereadora da cidade do Luxemburgo Isabel Wiseler-Lima como cabeças de lista. Romain Osweiler, burgomestre de Rosport, Stefano d'Agostino, Martine Kemp e Liane Felten são os restantes candidatos.

Candidatos do CSV.
Candidatos do CSV.
Foto: Pierre Matgé

DP

No partido liberal DP, os cabeças de lista são o eurodeputado Charles Goerens e a antiga apresentadora da RTL Mónica Semedo. A lista inclui Gusty Graas, Simone Beissel, Loris Meyer e Anne Daems.

Candidatos do DP.
Candidatos do DP.
Foto: Guy Jallay

LSAP

Entre os socialistas do LSAP, o antigo ministro do Trabalho Nicolas Schmit e o deputado Marc Angel são as figuras de destaque. Juntam-se ainda a vereadora da comuna de Sanem Simone Asselborn-Bintz, Joanne Goebbels, Lisa Kersch e Elisha Winckel.

Candidatos do LSAP.
Candidatos do LSAP.
Foto: Laurent Blum

Déi Gréng

O partido Déi Gréng vai tentar a recandidatura da eurodeputada Tilly Metz, que ocupou o lugar deixado vago pelo agora ministro da Energia Claude Turmes. Meris Sehovic é também cabeça de lista dos ecologistas. O presidente do partido, Christian Kmiotek, Tanja Duprez, Martin Kox e Jessie Thill completam a lista.

O Déi Gréng elegeu os seis candidatos no recente congresso.
O Déi Gréng elegeu os seis candidatos no recente congresso.
Foto: Arquivo LW

ADR

Quanto ao partido da Reforma Democrática Alternativa (ADR), os deputados Gast Gibéryen e Fernand Kartheiser encabeçam os seis candidatos. Sylvie Mischel, Nicky Stoffel, Fred Keup e Tessy Brisbois são os restantes quatro candidatos.

Candidatos do ADR.
Candidatos do ADR.
Foto: Caroline Martin

Déi Lénk

No déi Lénk, o deputado David Wagner e a co-porta-voz do partido Carole Thoma são os cabeças de lista. Gary Diderich, Sandrine Gashonga, a luso-descendente Mara Martins e Antoni Montserrat são os outros nomes do partido de esquerda.

Candidatos do déi Lénk.
Candidatos do déi Lénk.
Foto: déi Lénk

Piratas

No caso do Partido Pirata, os candidatos são o luxemburguês de origem cabo-verdiana Starsky Flor, Marie-Paule Dondelinger, Chris Bernard, Daniel Frères, Lucie Kunakova e Christian Welter.

Candidatos dos Piratas.
Candidatos dos Piratas.
Foto: Gerry Huberty

déi Konservatif

Sem surpresa, o partido déi Konservativ escolheu como cabeça de lista o seu presidente Joe Thein. Os outros candidatos são Mario May, Sandra Schwachtgen, Patrick Thein, Jean Ersfeld e Pierrette Heintz.

Candidatos do déi Konservativ.
Candidatos do déi Konservativ.
Foto:Facebook déi Konservativ

Volt

Por último, o mais recente partido, Volt, apresenta apenas quatro candidatos: o antigo reitor da Universidade do Luxemburgo, Rolf Tarrach, o luso-luxemburguês Daniel Silva, Fiona Godfrey e Marthe Hoffmann.

O Volt é o mais recente partido e só tem quatro candidatos.
O Volt é o mais recente partido e só tem quatro candidatos.
Foto:Facebook Volt

KPL

O Partido Comunista Luxemburguês (KPL) foi o último partido a divulgar a lista para as eleições europeias.  Sem surpresas, o presidente do KPL, Ali Rukert, é o cabeça de lista. Elise Nunes, estudante lusodescendente de 21 anos, integra também os candidatos comunistas, juntamente com Esther Reuland, Marceline Waringo, Alain Herman e Rejhan Agovic. 

O presidente do KPL, Ali Rukert, (na foto, de camisola cinzenta) é o cabeça de lista dos comunistas.
O presidente do KPL, Ali Rukert, (na foto, de camisola cinzenta) é o cabeça de lista dos comunistas.
Foto de arquivo: Facebook KPL


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Foi o candidato mais jovem eleito nas legislativas de domingo, é co-fundador do Partido Pirata e, agora, vai inaugurar a sua bancada parlamentar. Aos 29 anos – nove depois de ter ajudado a criar o partido que lidera –, Sven Clement vai sentar-se pela primeira vez no Parlamento enquanto deputado.
Sven Clement, presidente dos Piratas.
As sondagens também falham no Luxemburgo. Depois dos recentes casos de prognósticos falhados sobre o Brexit (que davam conta do "Sim" à UE) e sobre as eleições norte-americanas (que previam a vitória de Hillary Clinton), os resultados da última sondagem TNS-Ilres, de junho de 2018, ficaram aquém da realidade no Luxemburgo.