Escolha as suas informações

Preço dos apartamentos sofreu aumento de 15% num ano
Luxemburgo 27.04.2020 Do nosso arquivo online

Preço dos apartamentos sofreu aumento de 15% num ano

Preço dos apartamentos sofreu aumento de 15% num ano

Foto: Raoul Somers
Luxemburgo 27.04.2020 Do nosso arquivo online

Preço dos apartamentos sofreu aumento de 15% num ano

Redação
Redação
O último estudo da atHome sobre imobiliário, publicado esta segunda-feira, revela um aumento dos preços no setor ao longo do último ano.

O documento revela que os preços de aluguer aumentaram 6% num ano para os apartamentos e 2% para as casas. É necessário contar em média 1.616 euros por mês para o primeiro caso e 2.963 euros para o segundo. 

Geograficamente, o centro do país continua a ser a zona mais cara, nota o estudo, destacando que a capital e o centro do país representam 67% das propriedades de aluguer do país.

Mas o aumento dos preços é ainda maior no que respeita à venda de imóveis: 15% para os apartamentos e 9% para as casas, com preços médios que atingem respectivamente 559.873 e 882.099 euros para as casas mais antigas. 

Para as casas novas, o preço médio é de 6.596 euros por metro quadrado no país, com um pico de 9.528 euros na capital. 

A oferta ainda é insuficiente, o que "continua a fazer subir os preços", de acordo com o estudo.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

As casas antigas tiveram um aumento superior ao das habitações a estrear. Veja qual a subida de preços na sua região e o custo atual do metro quadrado por comuna.
Muito acima da média europeia, o Grão-Ducado está do pódio dos países que observaram o maior aumento do preço das casas entre 2010 e 2020 com uma taxa de 99,8%. Nem a pandemia impediu um novo recorde. Em relação ao quarto trimestre de 2019, o valor dos imóveis registou uma subida de 16,7%. Na capital, o metro quadrado ultrapassou pela primeira vez os 10 mil euros.
Dados do Grupo atHome revelam que a média da renda para um apartamento é de 1.520 euros, enquanto para uma casa se situa nos 2.892 euros, tendo subido 10%. O aumento nos preços para compra de apartamentos e de casas chegou a 12 e 11%, respetivamente.