Escolha as suas informações

Portugueses continuam a maior comunidade estrangeira no Luxemburgo
Luxemburgo 01.04.2021 Do nosso arquivo online

Portugueses continuam a maior comunidade estrangeira no Luxemburgo

Portugueses continuam a maior comunidade estrangeira no Luxemburgo

Foto: Chris Karaba
Luxemburgo 01.04.2021 Do nosso arquivo online

Portugueses continuam a maior comunidade estrangeira no Luxemburgo

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
Há atualmente 94.335 portugueses a residir no Grão-Ducado.

Durante o ano de 2020, gravemente afetado pelo vírus, a população do Grão-Ducado aumentou em 8.622 pessoas, totalizando agora 634. 730 residentes, de acordo com o novo estudo demográfico divulgado pelo Statec. 

Destes, 229.456 são estrangeiros, sobretudo oriundos dos estados-membros da União Europeia (81,5%). Os 94.335 portugueses (31,5%) continuam a representar a maior comunidade estrangeira, seguida pelos franceses (48.502) e italianos (23.532). Entre luxemburgueses com pelo menos duas nacionalidades, a  portuguesa também é a mais comum (25.7%).

A população estrangeira tem vindo a aumentar ao longo das últimas décadas no Luxemburgo, de 26,3% em 1981, para 47,2%, em 2021. No entanto, esta percentagem diminuiu ligeiramente desde 2018 (47,9%), na sequência do impacto das naturalizações.

Em 2020, houve um aumento de nascimentos, quando comparado com 2019. Foram 6.459, ou seja, mais 3,7%, em relação ao ano anterior. No entanto, o número de mortes também sofreu um aumento, sobretudo devido ao impacto da covid-19. O ano passado, registaram-se 4.609 mortes no Luxemburgo, mais 7,6% que em 2019. 

A densidade da população, isto é, o número médio de habitantes por km2, aumentou drasticamente nos últimos quarenta anos, de 145 pessoas, em 1981, para 245, e 2021.     

Há sete anos que há mais de homens do que mulheres no Luxemburgo. Atualmente, esta proporção é de 50,3% para 49,7%, respetivamente.



Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Dados do instituto de estatística luxemburguês (Statec) revelam que 92,6% da população no Luxemburgo são de origem europeia. Portugueses continuam a ser a maior comunidade no Grão-Ducado, mas números estão a diminuir.
Recém-chegado ao Grão-Ducado, mas com muita experiência internacional, António Gamito não considera que o voto nas legislativas para os estrangeiros seja um tema do momento. Quanto à questão da indexação salarial para os funcionários, refere que vai “tentar resolver com Lisboa”. E, além da proximidade que pretende manter com a comunidade portuguesa, vem preparado para reforçar o relacionamento bilateral.
Os cidadãos europeus compõem a maioria da imigração no Luxemburgo, país que, sem surpresas, regista a taxa mais elevada de imigração na UE. Em 2015 havia 42 imigrantes por 1.000 habitantes no Luxemburgo.