Escolha as suas informações

Portugal e Luxemburgo unidos na investigação do coronavírus
Luxemburgo 02.04.2020 Do nosso arquivo online

Portugal e Luxemburgo unidos na investigação do coronavírus

Portugal e Luxemburgo unidos na investigação do coronavírus

Luxemburgo 02.04.2020 Do nosso arquivo online

Portugal e Luxemburgo unidos na investigação do coronavírus

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Cientistas de Lisboa estão a colaborar com a equipa de Jöel Mossong, do LNS, na identificação das várias estirpes deste novo vírus. Um passo fundamental para a criação da vacina.

O epidemiologista Jöel Mossong revelou que o seu departamento no LNS, do Grão-Ducado, está a compartilhar informação com o bioinformático português Vitor Borges, do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), em Lisboa, na sequenciação do genoma do novo coronavírus, fundamental para a elaboração de uma futura vacina.

“No Luxemburgo, já sequenciámos o genoma de nove estirpes do novo coronavírus, com a colaboração portuguesa do meu colega Vitor Borges, do INSA. Utilizámos o protocolo de sequenciação criado por eles para sequenciarmos os vírus encontrados aqui, no país”, explicou o chefe de departamento de epidemiologia do Laboratório Nacional de Saúde do Grão-Ducado (LNS) durante a entrevista ao Contacto. 


"Nestes 15 dias vamos saber se serão precisas medidas mais drásticas no Luxemburgo"
O epidemiologista Jöel Mossong,do LNS do Luxemburgo explica, em entrevista exclusiva ao Contacto, as previsões sobre a pandemia no país, porque o governo poderá ter de adotar normas mais rígidas, os novos testes médicos e quando poderemos sair do confinamento.

 A sequenciação destas estirpes do vírus, recolhidas pelos testes de diagnósticos aos doentes infetados, são muito importantes para identificar zonas de surto da doença e poder atuar no seu combate à propagação do vírus. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

“Este coronavírus contagia muito mais do que os anteriores”
O investigador português Vítor Borges, do INSA que está a colaborar com o LNS do Luxemburgo explica em entrevista exclusiva como o vírus da pandemia se comporta e altera para continuar a contaminar o planeta. Uma investigação fundamental para a criação da vacina eficaz.
O investigador português Vítor Borges do INSA