Escolha as suas informações

Polícia termina festa ilegal na floresta com 200 pessoas
Luxemburgo 18.10.2020

Polícia termina festa ilegal na floresta com 200 pessoas

Polícia termina festa ilegal na floresta com 200 pessoas

Foto: Privat
Luxemburgo 18.10.2020

Polícia termina festa ilegal na floresta com 200 pessoas

Tendo em conta o grande número de pessoas, foram necessários reforços para pôr fim à festa.

A polícia luxemburguesa interveio a meio da manhã de domingo para impedir uma festa ilegal numa floresta no norte do país, entre Bockholtz e Hosingen. 

Esta intervenção foi possível após vários relatórios de residentes locais. No local, as primeiras patrulhas da polícia puderam observar a presença dos participantes da festa, "cerca de 200", muitos veículos e música.

Segundo as autoridades, tendo em conta o grande número de pessoas, foram necessários reforços para pôr fim à festa. No entanto, a polícia disse que os indivíduos encontrados no local cooperaram e "usaram máscaras de protecção".

Segundo as indicações iniciais, o encontro tinha sido organizado e preparado em redes sociais. Havia pessoas oriundas da Bélgica e dos Países Baixos entre os presentes. A identidade de cerca de 50 pessoas foi registada. 

Está em curso uma investigação por degradação de um sítio natural e o não cumprimento das regras sanitárias anti-covid no Luxemburgo.


Covid-19. "As infeções vão continuar a aumentar"
"Os próximos dias serão cruciais", afirma Xavier Bettel.

A polícia interveio também, por volta das 2h30 da manhã da noite de sábado para domingo, para interromper uma festa numa discoteca em Esch-sur-Alzette. Os convidados foram expulsos e o estabelecimento foi encerrado. Foram iniciados os procedimentos. 

Um pouco antes, no sábado, por volta das 22h30, um restaurante em Sandweiler estava "lotado", segundo as autoridades citadas pelo L'essentiel. O estabelecimento, cujo gestor estava ausente no momento da intervenção policial, não cumpriu as medidas sanitárias. Também aqui, os procedimentos estão em curso. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas