Escolha as suas informações

Polícia já identificou autor de falsas ameaças de bomba
Luxemburgo 10.05.2017 Do nosso arquivo online
Segurança interna

Polícia já identificou autor de falsas ameaças de bomba

Segurança interna

Polícia já identificou autor de falsas ameaças de bomba

Foto: Gerry Huberty
Luxemburgo 10.05.2017 Do nosso arquivo online
Segurança interna

Polícia já identificou autor de falsas ameaças de bomba

As autoridades policiais já identificaram a origem e o autor de várias ameaças de bomba registadas entre março e abril deste ano no Luxemburgo.

As autoridades policiais já identificaram a origem e o autor de várias ameaças de bomba registadas entre março e abril deste ano no Luxemburgo.

De acordo com a Procuradoria do Luxemburgo, os cinco falsos alerta de bomba são obra de apenas um autor.

As autoridades conseguiram descobrir que todas as chamadas foram feitas a partir do mesmo telemóvel, que foi localizado na prisão francesa de Nancy-Maxéville.

O alegado autor é um homem de nacionalidade luxemburguesa, de 56 anos, já condenado pela Justiça luxemburguesa e a cumprir pena de prisão até 2019, por crimes anteriores.

Os motivos para as chamadas e falsos alerta de bomba não são conhecidos.

Com o objetivo de interrogar o alegado autor das chamadas, deverá ser apresentado às autoridades francesas um pedido de entrega do suspeito para interrogatório, sob mandado de detenção europeu.

Entre os meses de março e abril, várias ameaças de bomba foram realizadas no Luxemburgo: no centro comercial Auchan e cinemas Utopolis, em Kirchberg; no centro comercial City Concorde, em Bertrange; no Globus Baumarkt, em Bettembourg; e na sala ‘Fixerstuff’, em Bonnevoie.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

É o quarto falso alerta de bomba no espaço de um mês no Luxemburgo. Esta manhã, o centro comercial City Concorde, em Bertrange, foi evacuado devido a uma ameaça de bomba. A lei luxemburguesa prevê multas e penas de prisão para quem lançar um falso alerta.
Gegen 9.30 Uhr wurde das Einkaufszentrum von der Polizei hermetisch abgeriegelt.