Escolha as suas informações

Polícia está a investigar falso alarme de ameaça de bomba
Luxemburgo 11 23.03.2017 Do nosso arquivo online
Kirchberg

Polícia está a investigar falso alarme de ameaça de bomba

Kirchberg

Polícia está a investigar falso alarme de ameaça de bomba

Foto: Lex Kleren
Luxemburgo 11 23.03.2017 Do nosso arquivo online
Kirchberg

Polícia está a investigar falso alarme de ameaça de bomba

A polícia judiciária está a investigar o falso alarme de ameaça de bomba, que obrigou ontem à evacuação do centro comercial Auchan e dos cinemas Utopolis, em Kirchberg. Não foi encontrado nenhum objeto suspeito.

A polícia judiciária está a investigar o falso alarme de ameaça de bomba, que obrigou ontem à evacuação do centro comercial Auchan e dos cinemas Utopolis, em Kirchberg. Não foi encontrado nenhum objeto suspeito.

Numa nota divulgada à imprensa, a polícia fala numa “ameaça concreta” feita através de um telefonema.

O alerta foi dado às 17h45, levando também ao encerramento de várias ruas. A situação só regressou à normalidade por volta das 21h.

O porta-voz da polícia luxemburguesa, Frank Stoltz, confirmou a presença da polícia no local. Os primeiros agentes chegaram cerca das 18h10 e fecharam a área, pedindo aos automobilistas que evitassem circular na zona de Kirchberg.

Cães pisteiros da polícia foram levados para o local, onde foi montado um perímetro de segurança.

As salas de cinema do Utopolis foram as primeiras a ser evacuadas, com os clientes a serem retirados para o Circuito da Foire (Luxexpo).

"Por razões de segurança, o Utopolis Kirchberg está fechado até novas ordens", indicou a administração dos cinemas numa publicação na rede social Twitter, às 19h16.

Dez minutos mais tarde, o centro comercial onde está localizado o Auchan também foi evacuado.

"Toda gente teve que sair do prédio o mais rápido possível. Mais tarde, disseram que tínhamos que esperar duas horas até que pudéssemos entrar novamente, ou até que pudéssemos tirar nossos carros do estacionamento", relatou um cliente, citado pela edição alemã do Wort.

Outro cliente tinha acabado de entrar no parque de estacionamento quando foi imediatamente redirecionado para a saída por outras pessoas, deixando o carro no parque de estacionamento do espaço comercial.

Os funcionários do State Street Bank, junto à Utopolis, foram autorizados a entrar no prédio do banco para buscar seus pertences pessoais, mas tiveram que abandonar o prédio logo de seguida.

Depois do falso alarme, a polícia judiciária está agora a investigar o caso.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

É o quarto falso alerta de bomba no espaço de um mês no Luxemburgo. Esta manhã, o centro comercial City Concorde, em Bertrange, foi evacuado devido a uma ameaça de bomba. A lei luxemburguesa prevê multas e penas de prisão para quem lançar um falso alerta.
Gegen 9.30 Uhr wurde das Einkaufszentrum von der Polizei hermetisch abgeriegelt.