Escolha as suas informações

Polícia abateu atacante que causou três mortos no sul de França
Luxemburgo 23.03.2018

Polícia abateu atacante que causou três mortos no sul de França

Polícia abateu atacante que causou três mortos no sul de França

Foto: REUTERS
Luxemburgo 23.03.2018

Polícia abateu atacante que causou três mortos no sul de França

Daesh reivindica ação num supermercado de Trèbes. Um dos feridos graves é um português de 27 anos e há pelo menos cinco feridos. António Costa e União Europeia manifestaram solidariedade às autoridades francesas.

A polícia francesa abateu Redouane Lakdim, um marroquino de cerca de 30 anos, ex-combatente do grupo terrorista Daesh que já reivindicou a ação, depois de este atacar um supermercado U em Trèbes, no sul de França, causando três vítimas mortais e cinco feridos entre os reféns. Um dos feridos graves é um cidadão português de 27 anos a quem o atacante roubou o carro, segundo relatam as agências noticiosas. O primeiro-ministro português e a União Europeia já manifestaram solidariedade às autoridades francesas.

Segundo relata a agência France Presse, por entre exclamações de Allahu Akbar (Alá é Grande), o homem irrompeu pelas instalações do supermercado por volta das 11h00 e gritou que iria matar toda a gente. Perto de duas dezenas de pessoas terão conseguido escapar-se do supermercado.

Seguiram-se disparos que provocaram outras vítimas mortais e as autoridades reagiram com um dispositivo de segurança, composto por cerca de três centenas de elementos, à volta do local do sequestro.

O ministro do Interior, Gerard Collomb, esteve em contacto com o presidente, Emmanuel Macron, e deslocou-se de imediato para o local.

Desde 2015, ataques do Daesh em França já causaram mais de duas centenas de mortos.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Governo corrige informação sobre cidadão português no ataque do Daesh
O secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, retificou a informação da morte do cidadão português no ataque terrorista no sul de França, que causou três vítimas mortais, além do atacante, e cinco feridos. Português encontra-se internado em estado grave, num hospital de Perpignan.