Escolha as suas informações

Breves Luxemburgo 13.12.2019

Pedidos de asilo diminuíram em novembro

(SM)-O Luxemburgo recebeu 138 pedidos de proteção internacional em novembro, menos 71 do que em outubro. Desde o início do ano houve 1.884 pedidos de asilo, abaixo dos 1.934 registados há um ano

O Grão-Ducado concedeu o estatuto de refugiado a 49 requerentes no mês passado, perfazendo agora um total de 620 pessoas que receberam esse estatuto desde o início do ano.

A maioria dos requerentes de asilo era, em novembro, oriunda de países dilacerados pela guerra ou em crise política, com o pódio a ser composto pelo Afeganistão (20 pedidos), Eritreia (17) e Síria (16).

Breves Luxemburgo 08.03.2021

Quatro sessões públicas marcam a atualidade desta semana no Parlamento

Os parlamentares têm esta semana uma agenda bem preenchida. Para além dos trabalhos nas várias comissões parlamentares, os deputados vão ainda reunir-se com certos membros do Governo em quatro sessões públicas no Cercle Cité.

Na terça-feira, por exemplo, vai ser abordada uma proposta de lei que visa punir as pessoas que filmam ou fotografam roupa interior ou partes íntimas de alguém sem o seu consentimento. Nessa sessão vai ainda ser abordada a questão da delinquência juvenil e a falta de alojamentos de urgência.

Na quarta-feira os deputados vão abordar várias temáticas, nomeadamente o bem-estar no trabalho e os distúrbios comportamentais junto dos jovens, devido à crise sanitária.

A pandemia da covid-19 vai ainda ser tema nas sessões de quinta e sexta-feira. Na quinta-feira os parlamentares vão debater a terceira fase de testagem em larga escala, enquanto na sexta-feira o projeto de lei que prevê prolongar as medidas sanitárias até 2 de abril, irá a votos.  

Breves Sociedade 08.03.2021

Luxemburgo tem os profissionais de saúde mais jovens da UE

Estão na linha da frente da luta contra a pandemia e, por cá, são particularmente jovens. Novos dados do Eurostat referentes ao terceiro trimestre de 2020 indicam que o Luxemburgo é o país da União Europeia (UE) onde os profissionais de saúde são mais jovens.

De acordo com as estatísticas divulgadas hoje no site do instituto europeu, 43% das pessoas que trabalham na área da saúde no Grão-Ducado têm entre 15 e 34 anos de idade. A taxa inclui médicos, enfermeiros, parteiras e outros profissionais da área da prestação de cuidados de saúde, supondo-se que abranja também jovens em formação ou estágio (o que poderá explicar o facto de ter em conta jovens a partir dos 15 anos).

A situação no Luxemburgo, no que toca à idade dos trabalhadores do setor da saúde, contrasta com a da maioria dos Estados-membros da UE, onde a principal proporção destes profissionais tem entre 35 e 49 anos. Nas estatísticas do Eurostat, o Grão-Ducado aparece não só como o país com a taxa mais elevada de profissionais da saúde dos 15 aos 34 anos, como é, aliás, o único onde essa faixa etária equivale à maior fatia do total.