Escolha as suas informações

"Patiente Vertriedung" exige obrigatoriedade do Nutri-score
Luxemburgo 06.11.2019

"Patiente Vertriedung" exige obrigatoriedade do Nutri-score

"Patiente Vertriedung" exige obrigatoriedade do Nutri-score

Foto: imago/Reporters
Luxemburgo 06.11.2019

"Patiente Vertriedung" exige obrigatoriedade do Nutri-score

Com esta escala, pretende-se mostrar a qualidade nutricional dos alimentos e, ao mesmo tempo, apostar numa interpretação fácil e rápida.

A associação "Patiente Vertriedung" reivindica a introdução no Luxemburgo do Nutri-score, um sistema de rotulagem de produtos alimentares baseado num código de cores e de letras. O Nutri-score dá uma nota global a cada alimento e já existe em França desde 2017.

Algumas embalagens alimentares já têm um logótipo retangular dividido em cinco cores (verde, verde-claro, amarelo, laranja e vermelho), ligadas, por sua vez, às letras A a E.

Com esta escala, pretende-se mostrar a qualidade nutricional dos alimentos e, ao mesmo tempo, apostar numa interpretação fácil e rápida.

Um A sobre verde ou um E em cima de vermelho possui, na zona que os medeia, uma escala progressiva que distingue um alimento nutricionalmente mais interessante de outro no polo oposto.  

A atual regulamentação da União Europeia não obriga os países a adotar o Nutri-score mas aquela associação luxemburguesa preconiza que, para já, ele seja recomendado e utilizado, de forma enquadrada.

A "Patiente Vertriedung" defende, para o futuro, a aprovação de uma legislação que harmonize e torne obrigatório o sistema Nutri-score na União Europeia.

O sistema é fundamental para "reduzir o consumo de alimentos nocivos para a saúde, propícios à obesidade, às doenças cardio-vasculares e à diabetes", sublinha aquela associação no seu mais recente comunicado.

Avelino Gomes