Escolha as suas informações

Para já, as vacinas falsas não chegaram ao Luxemburgo
Luxemburgo 20.02.2021

Para já, as vacinas falsas não chegaram ao Luxemburgo

Para já, as vacinas falsas não chegaram ao Luxemburgo

Foto: AFP
Luxemburgo 20.02.2021

Para já, as vacinas falsas não chegaram ao Luxemburgo

Teresa CAMARÃO
Teresa CAMARÃO
"Não temos conhecimento de nenhuma possível vacina falsa no mercado", adianta o Ministério da Saúde, numa altura em que Bruxelas alerta para as consequências dos esquemas paralelos.

Face aos alertas belgas em relação à circulação de vacinas falsas no país, o Contacto quis saber se estes fármacos não autorizados já teriam passado a fronteira. 

Questionado, o Ministério da Saúde  adianta que "de momento" não há motivos para preocupação. "Não temos conhecimento de nenhuma possível vacina falsa no mercado do Grão-Ducado", respondeu o gabinete de Paulette Lenert. 

Alerta europeu 

Além da Bélgica, também Itália identificou uma data de vacinas a circular fora do sistema de saúde e dos planos de vacinação convencionais. Ainda na quarta-feira, Ursula von der Leyen alertou para os riscos incalculáveis que estes fármacos representam não só para a saúde individual como para a saúde pública. "Uma pessoa saudável poderá estar a injetar-se com uma substância que não faz ideia do que é", alertou em discurso direto. 

Entretanto, tal com o Contacto noticiava no decorrer desta semana, a agência anti-fraude da União Europeia, OLAF, já está a investigar "as pessoas que se aproveitam com as desgraças" e o comércio paralelo online. Von der Leyen reiterou que a única forma de receber uma vacina segura é através das autoridades de saúde nacionais. 

As autoridades belgas repetem o aviso. "É fortemente desaconselhado comprar estas vacinas na rua, numa loja ou online", vincou uma das mais altas responsáveis pelo esquema de vacinação do país, Sabine Stordeur. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas