Escolha as suas informações

Envio de convites para a campanha de vacinação de menores chegou ao fim
Luxemburgo 22.07.2021
Pandemia

Envio de convites para a campanha de vacinação de menores chegou ao fim

Pandemia

Envio de convites para a campanha de vacinação de menores chegou ao fim

AFP
Luxemburgo 22.07.2021
Pandemia

Envio de convites para a campanha de vacinação de menores chegou ao fim

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Todas as pessoas elegíveis para tomar a vacina contra a covid-19 já receberem um convite por parte das autoridades sanitárias no Luxemburgo.

Trata-se de todos os residentes com mais de 12 anos de idade, uma vez que ainda não há vacinas disponíveis para vacinar crianças mais novas. A informação é divulgada pelo Ministério da Saúde, na sua “Newsletter” semanal.

Chegou assim ao fim a campanha de vacinação através de convites enviados à população.

No entanto, para quem rejeitou o convite da campanha de vacinação e mudou de ideias e quer levar a vacina contra a covid-19, as autoridades mantêm três listas de espera. Uma das listas é para a toma da vacina da AstraZeneca, outra para a Janssen e a terceira para receber a Pfizer ou a Moderna. As pessoas podem-se inscrever numa só lista ou nas três, através do site www.impfen.lu.

Note-se que as listas da AstraZeneca e da Janssen destinam-se às pessoas com mais de 18 anos, sendo que tanto os residentes como os trabalhadores transfronteiriços se podem inscrever.

Os jovens entre os 12 e os 17 anos podem-se inscrever na lista da Pfizer e Moderna, sendo que vão automaticamente receber a vacina da BionTech/Pfizer.

Até à data, o país já administrou 665.316 doses de vacinas contra a covid-19 e 309.600 pessoas têm vacinação completa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) aprovou a 23 de julho o uso da vacina anticovid-19 da Moderna para crianças dos 12 aos 17 anos na União Europeia (UE), sendo este o segundo fármaco aprovado pelo regulador europeu para esta faixa etária, após a Pfizer, da BioNTech.