Escolha as suas informações

Onze alunos da Escola Europeia de Kirchberg infetados após viagem a Maiorca
Luxemburgo 01.07.2021
Covid-19

Onze alunos da Escola Europeia de Kirchberg infetados após viagem a Maiorca

Covid-19

Onze alunos da Escola Europeia de Kirchberg infetados após viagem a Maiorca

Foto: Gerry Huberty/Luxemburger Wort
Luxemburgo 01.07.2021
Covid-19

Onze alunos da Escola Europeia de Kirchberg infetados após viagem a Maiorca

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Entre os infetados há portugueses, suecos, holandeses, ingleses e ainda polacos, noticia a imprensa espanhola.

Dos cerca de 60 alunos da escola Europeia em Kirchberg que viajaram para Maiorca para festejar o fim do ano letivo, 11 regressaram com covid-19. O número foi confirmado pelo Ministério da Saúde esta quinta-feira à RTL. 

Segundo escreve o jornal espanhol Ultima Hora citado pela tv luxemburguesa os jovens são filhos de residentes no Luxemburgo que trabalham na Comissão Europeia. Entre os infetados há portugueses, suecos, holandeses, ingleses e ainda polacos. 

Os jovens regressaram no dia 22 de junho ao Grão-Ducado, sendo que pouco tempo depois três dos alunos apresentaram sintomas. Todo o grupo foi testado, sendo que 11 acusaram positivo ao SARS-CoV-2. 

No entanto, uma vez que os jovens reservaram a férias de forma independente, sem a intervenção ou organização da Escola Europeia, o liceu não é responsável pelo sucedido. Mas a direção já esteja ao corrente da situação, conta o jornal espanhol. 


Certificado digital europeu entra em vigor esta quinta-feira
O documento, que vai estar, a partir de 1 de julho, disponível em todos os Estados-Membros da UE, promete recuperar a livre circulação de pessoas e facilitar as férias dos europeus, mas ainda há questões por responder.

 A ilha de Maiorca, em Espanha, é um destino privilegiado pelos jovens para viagens de final de curso. No entanto, desde que a ilha voltou a permitir festas, a taxa de incidência de covid-19 voltou a subir.  Segundo a imprensa espanhola, há atualmente cerca de 250 jovens em quarentena em hotéis da ilha devido à covid-19. Cerca de 20 deles estão no Hotel Bellevue na cidade de Alcudia, local onde os jovens do Luxemburgo ficaram alojados.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Seis jovens que vivem no Luxemburgo alistaram-se na "Jihad“, na Síria. A informação é avançada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Jean Asselborn. Dois já regressaram ao Luxemburgo e outros dois morreram na Síria.