Escolha as suas informações

ONU: António Guterres visita Pequim
A visita, a convite de Pequim, é a primeira de Guterres ao gigante asiático, desde que foi nomeado secretário-geral da ONU por aclamação, no mês passado.

ONU: António Guterres visita Pequim

Foto: UNHCR / J-M Ferre
A visita, a convite de Pequim, é a primeira de Guterres ao gigante asiático, desde que foi nomeado secretário-geral da ONU por aclamação, no mês passado.
Luxemburgo 21.11.2016

ONU: António Guterres visita Pequim

O secretário-geral designado da ONU, António Guterres, visita a China a 28 e 29 de novembro para reforçar a cooperação entre a organização, que vai liderar a partir de 2017, e o país, anunciou hoje o Governo chinês.

O secretário-geral designado da ONU, António Guterres, visita a China a 28 e 29 de novembro para reforçar a cooperação entre a organização, que vai liderar a partir de 2017, e o país, anunciou hoje o Governo chinês.

Em conferência de imprensa, Geng Shuang, porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, sublinhou "a importância" que Pequim atribui à visita de Guterres, acrescentando que o secretário-geral eleito da ONU vai reunir-se com líderes do país, sem especificar quais, e com o chefe da diplomacia, Wang Yi.

"A China espera que a visita de Guterres melhore a confiança mútua, estabeleça consensos e olhe para o futuro", disse Geng.

O Governo chinês espera debater com o próximo secretário-geral da ONU a situação internacional, o futuro desenvolvimento das Nações Unidas e a cooperação entre esta organização e a China, explicou o porta-voz.

A 12 de dezembro, António Guterres presta juramento sobre a Carta das Nações Unidas numa cerimónia pública em Nova Iorque, na sala da Assembleia Geral da organização e perante representantes dos 193 Estados-membros.

O mandato de cinco anos de António Guterres como secretário-geral começa a 1 de janeiro.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

António Guterres: O moderador do mundo
No cargo de secretário-geral da ONU, que António Guterres deverá assumir no mês de janeiro de 2017, terá de ser diplomata, mediador e – para dar razão a Franklin D. Roosevelt – um moderador.
António Guterres deverá assumir o cargo de secretário-geral da ONU em janeiro de 2017