Escolha as suas informações

OGBL e CGTP reivindicam mais acompanhamento dos emigrantes portugueses
Luxemburgo 08.11.2018 Do nosso arquivo online

OGBL e CGTP reivindicam mais acompanhamento dos emigrantes portugueses

Para lá das questões laborais, as duas centrais sindicais apresentam outras reivindicações sobre fiscalidade, a rede consular, apoio a emigrantes e idosos, segurança social e pensões.

OGBL e CGTP reivindicam mais acompanhamento dos emigrantes portugueses

Para lá das questões laborais, as duas centrais sindicais apresentam outras reivindicações sobre fiscalidade, a rede consular, apoio a emigrantes e idosos, segurança social e pensões.
Foto: Gerry Huberty
Luxemburgo 08.11.2018 Do nosso arquivo online

OGBL e CGTP reivindicam mais acompanhamento dos emigrantes portugueses

A central sindical luxemburguesa OGBL e a sua homóloga portuguesa CGTP vão ser recebidas na próxima sexta-feira em Lisboa pelo secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luis Carneiro, e pelo ministro do Trabalho, Vieira da Silva.

As duas centrais sindicais aprovaram, em outubro no Luxemburgo, uma resolução no quarto encontro de sindicalistas, conselheiros das comunidades e dirigentes associativos.

OGBL e CGTP apresentam agora várias reivindicações aos representantes do Governo português, aprovadas nessa resolução, que dizem respeito às comunidades portuguesas, nomeadamente os direitos laborais, a formação profissional e o desemprego dos emigrantes, sem esquecer o dumping social e destacamento de trabalhadores portugueses para o estrangeiro.

Para lá das questões laborais, as duas centrais sindicais apresentam outras reivindicações sobre fiscalidade, a rede consular, apoio a emigrantes e idosos, segurança social e pensões.

OGBL e CGTP também vão dar conta da sua posição sobre o Conselho das Comunidades Portuguesas (CCP), o ensino e a promoção da Língua Portuguesa e o encerramento das agências da Caixa Geral de Depósitos no Luxemburgo.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A Caixa de Pensões e a Segurança Social de Portugal registam um atraso de cerca de oito meses nas respostas aos emigrantes, reconheceu hoje o secretário de Estado das Comunidades. José Luís Carneiro admitiu o atraso durante a audiência, em Lisboa, com a central sindical luxemburguesa OGBL e a sua homóloga portuguesa CGTP.
O CONTACTO festeja este ano o seu 45° aniversário. O jornal foi fundado em Janeiro de 1970, para informar a comunidade portuguesa no Luxemburgo. Ao comemorarmos esta data, surgiu-nos uma questão natural. Em que ano exacto situar o início da emigração portuguesa para o Luxemburgo?
Em Junho de 1965 uma missa na catedral do Luxemburgo juntou meio milhar de portugueses para celebrar pela primeira vez o Dia de Portugal no Grão-Ducado.
Depois disso houve um almoço eu ma festa. Foi o primeiro evento organizado pela comunidade portuguesa no Grão-Ducado de que há registo