Escolha as suas informações

Obras na pista do Findel quase a terminar
Luxemburgo 4 min. 04.08.2022
Requalificação

Obras na pista do Findel quase a terminar

Os trabalhos arrancaram em setembro de 2021.
Requalificação

Obras na pista do Findel quase a terminar

Os trabalhos arrancaram em setembro de 2021.
Foto: Claude Piscitelli/Arquivo LW
Luxemburgo 4 min. 04.08.2022
Requalificação

Obras na pista do Findel quase a terminar

Simon MARTIN
Simon MARTIN
Apesar de algumas pequenas falhas, a grande empreitada ainda está dentro do prazo. Um feito e tanto, tendo em conta o desafio organizacional e o aumento do número de passageiros.

Estamos no Findel, o aeroporto do Luxemburgo. É um dia como qualquer outro, os viajantes estão a circular entre as partidas e as chegadas. Contudo, por volta das 23h, quando o último avião aterra ou descola, o aeroporto, e mais particularmente a sua única pista de descolagem, transforma-se num verdadeiro estaleiro de construção. 

Em apenas 20 minutos, várias centenas de trabalhadores e máquinas tomam conta da pista e aí permanecerão até ao raiar do dia. Nessa altura, os têm de deixar a área livre, porque a partir das 6h o Aeroporto do Luxemburgo retomará a sua função original e acolherá de novo aviões de todo o mundo.

Esta cena bastante invulgar tornou-se numa ocorrência regular para os trabalhadores e para o pessoal do aeroporto. A renovação completa da pista do Findel está a decorrer desde abril de 2021, há quase um ano e meio, já que a estrutura, construída em 1954 e ampliada em 1959 e 1984, necessitava de um lifting profundo.


Findel. Obras de renovação da pista do aeroporto começam na próxima semana
Os horários dos voos regulares não vão ser afetados, permitindo o uso regular da pista.

A principal tarefa da intervenção consistiu em colocar uma nova camada de alcatrão na pista de 4 quilómetros de comprimento e 60 metros de largura. "Queríamos realmente refazer toda a infraestrutura: desde a pista até às luzes e ao sistema de drenagem", explica Tom Goris, gestor de operações da Lux-Airport. O ideal teria sido fechar o aeroporto durante alguns meses. Mas isto era impensável, especialmente num país como o Luxemburgo, onde o turismo de negócios é mais do que importante. 

Renovação deverá terminar em outubro

Como Tom Goris recorda, a ideia era óbvia: construir uma nova pista de aterragem sobre a antiga. "E isto foi feito à noite." O Luxemburger Wort teve a oportunidade de ver esta meticulosa organização com os seus próprios olhos em setembro passado. Quase um ano depois, qual é a situação atual deste enorme projeto de construção? "O inverno passado marcou uma pausa na obra, mas não estivemos parados durante este período. Aproveitámospara opimizar ainda mais o trabalho e a forma como operamos", assegura Tom Goris.

O recomeço efetivo dos trabalhos teve lugar em abril e, agora, a maior parte do trabalho está feito. "A grande obra de asfalto já foi concluída", diz o diretor de operações. "Ainda há trabalho a ser feito nos esgotos, drenagem e cablagem. Estamos ainda a trabalhar na estabilização dos flancos da pista para garantir a segurança necessária para os aviões que chegam e partem do aeroporto. A obra está programada para ser terminada em outubro. 

No entanto, este não é o único projeto que envolve a comuna de Findel. O quartel da CGDIS, que deverá ser construído até 2023, vem-me à mente. "Há também o novo hangar da Luxair, que está a começar a tomar forma, e o Skypark Business Center South, que também continua. No que diz respeito ao próprio aeroporto, diria que o passo seguinte deveria logicamente dizer respeito à renovação das 'taxiways' (nota do editor: esta é a via delimitada e equipada para o movimento de aviões entre os pontos de estacionamento e as pistas)". 

Operações aéreas em constante crescimento

É evidente que o aeroporto do Luxemburgo, e o conjunto de Findel, está a sofrer grandes mudanças e que não há falta de inovações. Apesar da persistente crise sanitária, a Lux-Airport continuou a realizar projetos para a área. Por exemplo, existe o projeto de combustível mais ecológico para aeronaves e a certificação de neutralidade carbónica para o aeroporto.


Aeroporto do Luxemburgo alcança neutralidade de carbono
O Aeroporto do Luxemburgo tem uma nova certificação que reconhece a neutralidade de carbono do local. Mas os responsáveis não querem ficar por aqui.

Todas estas ações fazem parte de uma abordagem para responder ao constante crescimento e aumento do tráfego aéreo. "A nossa visão é a longo prazo, para os próximos 10 ou 15 anos", reconhece Tom Goris. "O tráfego de mercadorias tem sido muito forte durante os anos da crise de saúde, ao contrário do de passageiros. Em termos de crescimento, estamos a ultrapassar vários aeroportos europeus. No que diz respeito aos dados para 2022, estamos a aproximar-nos dos números de 2019, antes da pandemia, para os passageiros".

Boas notícias, portanto, já que que as férias de verão ainda não terminaram. "E é por isso que é sempre muito importante que os viajantes cheguem com tempo ao aeroporto, embora as hipóteses de perder o seu voo sejam muito baixas. Agosto será ainda um mês movimentado, mas estamos prontos para dar as boas-vindas a todos", conclui Tom Goris.

(Este artigo foi originalmente publicado na edição francesa do Luxemburger Wort.)

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Uma avaria no sistema elétrico de um pequeno avião privado que, esta terça-feira à noite, aterrou fora da pista do aeroporto no Findel e esteve na origem da situação caótica que se viveu no aeroporto internacional do Luxemburgo.