Escolha as suas informações

Número de portugueses que emigra para o Luxemburgo continua a descer
Luxemburgo 13.12.2017 Do nosso arquivo online
Observatório da Emigração

Número de portugueses que emigra para o Luxemburgo continua a descer

Observatório da Emigração

Número de portugueses que emigra para o Luxemburgo continua a descer

Foto: Guy Wolff
Luxemburgo 13.12.2017 Do nosso arquivo online
Observatório da Emigração

Número de portugueses que emigra para o Luxemburgo continua a descer

No ano passado chegaram ao Luxemburgo 3.355 portugueses, menos 170 que no ano anterior. Este é o quarto ano consecutivo em que o número de chegadas ao Grão-Ducado diminui, constata o Observatório da Emigração, que aponta que é preciso recuar até 2002 para encontrar um valor mais baixo.

No ano passado chegaram ao Luxemburgo 3.355 portugueses, menos 170 que no ano anterior. Este é o quarto ano consecutivo em que o número de chegadas ao Grão-Ducado diminui, constata o Observatório da Emigração, que aponta que é preciso recuar até 2002 para encontrar um valor mais baixo.

O Observatório da Emigração analisou a entrada de portugueses no Luxemburgo desde 2000, com base nos registos do Statec, o instituto de estatística luxemburguês. Os dados mostram que o número de portugueses que chegam ao Grão-Ducado tem vindo a diminuir nos últimos quatro anos. O recorde de entradas registou-se em 2012. Nesse ano, no auge da crise, chegaram ao Grão-Ducado 5.193 portugueses – uma média de 14 por dia.

A partir daí, as entradas no Grão-Ducado têm vindo a baixar. Em 2013, vieram para o Luxemburgo 4.590 portugueses. Em 2014, o número ficou abaixo dos quatro mil (3.832), tendo descido novamente em 2015 para 3.525. Em 2016, o número voltou a descer para 3.355, o valor mais baixo nos últimos 14 anos.

Aquele organismo aponta também “a diminuição do peso relativo da imigração de portugueses” no Luxemburgo. Em 2015 e 2016, os portugueses representaram apenas cerca de 15% do número de estrangeiros que entraram no Luxemburgo nesses anos, “valor muito longe dos 30% observados em 2003”.

Ainda assim, continuam a chegar ao Grão-Ducado, em média, cerca de nove portugueses por dia.

A redução do número de novos imigrantes no Luxemburgo explica-se com a diminuição global das saídas de Portugal. O Observatório da Emigração aponta que  há menos 55 portugueses a emigrar por dia que em 2013. 

Segundo o coordenador do Observatório da Emigração, Rui Pena Pires, em declarações ao Expresso, em 2013 saíram em média 329 portugueses por dia. Três anos depois, esse valor caiu para 274 - menos 55 pessoas por dia. "A emigração cresceu até 2013 e a partir daí começou a descer lentamente, com cerca de 115 mil saídas em 2014 e cerca de 110 mil em 2015. Em 2016 estimamos que tenham sido 100 mil", disse Rui Pena Pires àquele semanário, na semana passada.


Notícias relacionadas

Os portugueses no Grão-Ducado representam 16,4% da população, segundo os dados do Statec, que contabiliza 96.800 mil imigrantes no país. Mas os registos consulares dão conta de 113 mil, o que corresponde a 19% do total da população do Grão-Ducado, segundo o Relatório da Emigração, divulgado hoje.
Há emigrar, mas também há ir e voltar. Um estudo do Observatório da Emigração revela que milhares de portugueses no estrangeiro regressararam a Portugal na primeira década deste século, e a maioria nem sequer estava na idade da reforma.
Na primeira década deste século, regressaram a Portugal pelo menos 233 mil emigrantes.
Há mais emigrantes qualificados a chegar ao Grão-Ducado e já não vêm só das tradicionais regiões de partida, o interior norte e centro do país. Em contrapartida, a precariedade aumentou nos últimos anos e há muitos a viver situações difíceis, alertam os autores do estudo Remigr, que traça um retrato da nova vaga de imigração portuguesa no Luxemburgo.
Illustration - Vote des etrangers - Photo : Pierre Matge
O CONTACTO festeja este ano o seu 45° aniversário. O jornal foi fundado em Janeiro de 1970, para informar a comunidade portuguesa no Luxemburgo. Ao comemorarmos esta data, surgiu-nos uma questão natural. Em que ano exacto situar o início da emigração portuguesa para o Luxemburgo?
Em Junho de 1965 uma missa na catedral do Luxemburgo juntou meio milhar de portugueses para celebrar pela primeira vez o Dia de Portugal no Grão-Ducado.
Depois disso houve um almoço eu ma festa. Foi o primeiro evento organizado pela comunidade portuguesa no Grão-Ducado de que há registo