Escolha as suas informações

Número de infeções desceu 26% na última semana no Luxemburgo
Luxemburgo 2 min. 10.02.2022
Balanço

Número de infeções desceu 26% na última semana no Luxemburgo

Balanço

Número de infeções desceu 26% na última semana no Luxemburgo

Foto: dpa
Luxemburgo 2 min. 10.02.2022
Balanço

Número de infeções desceu 26% na última semana no Luxemburgo

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
Já o número de vítimas mortais por causa da covid-19 aumentou ligeiramente.

De acordo com o relatório semanal do Ministério da Saúde, o número de casos de covid-19 no Luxemburgo está a abrandar, depois de terem disparado no início do ano. 

Na semana entre 31 de janeiro a 6 de fevereiro, o número infetados com covid-19 diminuiu de 14.918 para 11.003, o que representa uma queda de 26%. Estes números surgem na mesma altura em que o Governo decidiu aliviar as restrições sanitárias no Grão-Ducado, uma vez que "é possível viver com o vírus de outra forma", disse a ministra da Sáude, Paulette Lenert, após o último Conselho de Ministros onde foi anunciado um relaxamento das medidas para breve.

O número de mortes na primeira semana de fevereiro foi ligeiramente superior à semana anterior, registando-se 12 óbitos (na semana anterior tinham sido sete). A idade média das vítimas mortais é de 81 anos. Desde o início da pandemia já morreram no total 966 pessoas da doença. 


O Ministério da Saúde recomenda a quarta dose para as pessoas vulneráveis.
Luxemburgo recomenda quarta dose a pessoas imunocomprometidas
O Ministério da Saúde recomenda a quarta dose para as pessoas vulneráveis com mais de 18 anos.

Entre as infeções detetadas, a taxa de incidência é maior entre os não vacinados (2.580 por 100 mil habitantes) do que pessoas que tenham o esquema de vacinação completo (1.389 por 100 mil habitantes). A idade média dos casos positivos continua abaixo dos 30 anos (29,6). 


Os internamentos também aumentaram ligeiramente. Estão 84 pessoas internadas por causa da covid-19, em comparação com 73 da semana anterior. Já 23 dos 73 pacientes em enfermaria (ou seja, 31%) não estavam vacinados, bem como 8 dos 11 pacientes nos cuidados intensivos (ou 72%). A idade média dos pacientes internados é de 51 anos. 

Incidência diminui em todos os grupos etários

Em comparação com a semana anterior, a taxa de incidência está a diminuir em todos os grupos etários. Mesmo entre os mais novos, os casos diminuíram 30% na última semana, como tinha avançado o ministro da Educação na quarta-feira. 


Casos entre os mais novos diminuíram cerca de 30% na semana passada
Medidas sanitárias nas escolas vão sofrer alterações com a nova 'lei covid' que deverá entrar em vigor já na próxima semana.

A taxa de incidência mais baixa é registada na faixa etária acima dos 75 anos (695 casos por 100.000 habitantes) enquanto a taxa de incidência mais alta continua nas crianças entre os 0 e 14 anos (4.082 casos por 100.000 habitantes). 

Contágios

O ambiente familiar mantém-se como o maior foco de contágio (40,1%), seguido pelo trabalho (4,7%), o setor dos cuidados (4,1%), atividades de lazer (2,9%) e também as viagens ao estrangeiro (2,7%). Mas em 39,9% dos casos não é possível detetar a fonte de contágio.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas