Escolha as suas informações

Há portugueses "em todas as esquinas" - Marcelo
Luxemburgo 3 min. 23.05.2017 Do nosso arquivo online
No Luxemburgo

Há portugueses "em todas as esquinas" - Marcelo

Marcelo a falar com alguns portugueses no Luxemburgo
No Luxemburgo

Há portugueses "em todas as esquinas" - Marcelo

Marcelo a falar com alguns portugueses no Luxemburgo
Foto: SIP
Luxemburgo 3 min. 23.05.2017 Do nosso arquivo online
No Luxemburgo

Há portugueses "em todas as esquinas" - Marcelo

O Presidente da República portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, comentou hoje que na cidade do Luxemburgo "há portugueses em todas as esquinas", enquanto percorria as ruas a distribuir beijos e a tirar 'selfies', desafiando a capacidade de improviso dos seguranças.

O Presidente da República portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, comentou hoje que na cidade do Luxemburgo "há portugueses em todas as esquinas", enquanto percorria as ruas a distribuir beijos e a tirar 'selfies', desafiando a capacidade de improviso dos seguranças.

Quando saiu hoje de uma sessão solene no centro cultural Cércle Cité, Marcelo foi aplaudido por algumas dezenas de portugueses que gritavam "Portugal, Portugal". O Presidente já sabia que uma jovem fazia 18 anos e fez questão de lhe ir dar os parabéns, seguindo-se depois várias 'selfies'.

Face a tantas solicitações, até os grão-duques do Luxemburgo, Henrique e Maria Teresa, se aproximaram das barreiras de segurança para cumprimentar os populares, o que gerou o nervosismo dos seguranças.

Antes de avançar pelas ruas da capital, o Presidente português ainda perguntou: "Qual é o maior país do mundo?" A resposta: "Portugal. E o segundo é o Luxemburgo".

 Foto:Gerry Huberty
Foto:Gerry Huberty

Questionado sobre esta receção, Henrique disse apenas: "está à vossa frente. É a população do Luxemburgo que vos adora".

No percurso a pé até ao Palácio Grão-Ducal, já havia menos portugueses, mas Marcelo foi distribuindo beijos quando era solicitado. Chamado por uma mãe portuguesa que tinha a filha no carrinho, dirigiu-se às barreiras de segurança e pegou a menina ao colo e logo se dirigiu a outra senhora no lado oposto, com uma bandeira portuguesa na mão.

Segundo dados da burgomestre da cidade do Luxemburgo, Lydie Polfer, residem na capital luxemburguesa 12.747 portugueses, sendo que em todo o país são mais de 100 mil, o que representa 16,4% da população daquele país.

No discurso que proferiu na cerimónia de homenagem a Marcelo Rebelo de Sousa, a burgomestre disse que o Luxemburgo "deve muito aos portugueses", que "também são luxemburgueses de coração" e emocionou-se quando agradeceu à sua "família portuguesa".

Photo:Gerry Huberty

O Presidente português também discursou e começou por dizer, em francês, que o sol chegou ao Luxemburgo com os primeiros portugueses, em 1960, arrancando gargalhadas da assistência.

Marcelo Rebelo de Sousa referiu que "os luxemburgueses sabem que a sua riqueza é a abertura à Europa" e deu como exemplo dessa abertura o facto de 70 por cento dos residentes da capital do país serem de origem estrangeira e oriundos de 159 países diferentes, o que torna a cidade "numa das mais cosmopolitas" do mundo.

Neste sentido, o chefe de Estado português referiu que "é preciso compreender a diferença", respeitar a dignidade da pessoa humana, não em abstrato, mas em concreto" e "combater a política de exclusão" para que se construa " uma Europa de paz e de justiça".

No final do discurso, Marcelo disse a Lydie Polfer que os portugueses "sentem-se em casa" e que pode contar "com o apoio da comunidade portuguesa para o crescimento da capital do Luxemburgo".

Foto: SIP

O Presidente português iniciou hoje uma visita de Estado de dois dias ao Luxemburgo, seguindo-se uma visita privada na quinta-feira, quando participa na 50.ª peregrinação a Nossa Senhora de Fátima, em Wiltz, a cerca de 65 quilómetros da capital luxemburguesa, e contacta com a comunidade portuguesa.

O chefe de Estado é acompanhado nesta visita pelos secretários de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, dos Assuntos Europeus, Margarida Marques, e pelos deputados Carlos Alberto Gonçalves (PSD), Paulo Pisco (PS), Isabel Pires (BE), Isabel Galriça Neto (CDS-PP) e Carla Cruz (PCP).

O Luxemburgo é o sétimo país a receber uma visita de Estado de Marcelo Rebelo de Sousa, depois de Moçambique, Suíça e Cuba, em 2016, de Cabo Verde e Senegal, em abril, e Croácia, na semana passada.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Marcelo foi recebido em Wiltz como uma estrela "pop”, com o discurso interrompido com palmas e gritos de “Marcelo! Marcelo!", num ambiente de verdadeira euforia. David Carreira tinha atuado antes do encontro com a comunidade portuguesa no Luxemburgo, mas o Presidente da República rivalizou em popularidade com o cantor. Um momento que Marcelo aproveitou para repetir o apelo ao recenseamento dos portugueses no Luxemburgo, no que tem sido o seu mantra nesta visita de Estado.