Escolha as suas informações

Breves Luxemburgo 30.11.2022

As comunas de Niederanven e Steinsel assinaram o "pacto da convivência" com o Ministério da Família e o sindicato das comunas, Syvicol. O número de comunas que aderiram a este pacto, conhecido como "Pakt vum Zesummeliewen", sobe para 30, sendo que nos próximos meses estão previstas mais adesões.

As comunas comprometem-se a apostar na comunicação, no acesso à informação e na participação de todas as pessoas que residem ou trabalham no seu território.

Num comunicado, a ministra da Família e Integração, Corinne Cahen, lembra que o "pacto da convivência" foi criado em 2021 para envolver os cidadãos a nível local. Nesse sentido, a ministra apela aos estrangeiros para se inscreverem nas listas eleitorais e votar nas eleições comunais de 11 de junho de 2023.

Breves Luxemburgo 01.02.2023

A Cruz Vermelha Luxemburguesa inaugurou, esta quarta-feira, o seu novo centro de logística em Livange, na presença da ministra da Família e Integração, Corinne Cahen.

O novo centro de logística pertence ao Centro Nacional de Recolha e Triagem de Roupa, em Livange, e serve para abastecer a rede de 12 mercearias sociais da Cruz Vermelha e da Caritas e a loja “Vintage Mo(o)d”.

No local funcionam também os serviços informáticos e técnicos da Cruz Vermelha.

Breves Sociedade 01.02.2023

O Centro Hospitalar do Luxemburgo inaugurou oficialmente esta quarta-feira a "Casa do Doente" (Patient House), situadaa na capital. A inauguração contou com a presença da ministra da Saúde, Paulette Lenert.

A "Casa do Doente" é definida como um local de encontro entre os doentes e as suas famílias, associações e profissionais de saúde.

Com a ajuda das várias associações de doentes no local, os pacientes poderão obter informações, aconselhamento e apoio sobre como lidar com a doença no quotidiano.

Breves Desporto 01.02.2023

Não é surpresa. Os clubes desportivos luxemburgueses empregam mais homens do que mulheres. 

Em 2021, os clubes empregavam 968 pessoas e somente 18% eram mulheres. Estes dados constam num relatório divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística (Statec). Apura-se assim que 16% dos treinadores eram mulheres e 15% dos atletas eram igualmente de sexo feminino.

O futebol é o desporto que gera mais empregos (37% do total), seguindo-se o basquetebol (11%) e o ténis (10%). Segundo o Statec, os clubes desportivos podem contar com o voluntariado. Em 2021, houve mais de 14 mil voluntários, sendo que 36% eram mulheres. 

Em média, um voluntário trabalha cerca de 76 horas por ano.Só há quatro modalidades onde há mais mulheres do que homens: a ginástica, os desportos equestres, os desportos de gelo e o voleibol.(Susy)