Escolha as suas informações

Luxemburgo registou 58 mortes por um milhão de habitantes
Luxemburgo 30.03.2016 Do nosso arquivo online
Mortes nas estradas

Luxemburgo registou 58 mortes por um milhão de habitantes

Mortes nas estradas

Luxemburgo registou 58 mortes por um milhão de habitantes

Foto: Polícia grã-ducal
Luxemburgo 30.03.2016 Do nosso arquivo online
Mortes nas estradas

Luxemburgo registou 58 mortes por um milhão de habitantes

O Luxemburgo apresenta uma média de mortes nas estradas superior à da União Europeia (UE). Em 2015, o Grão-Ducado registou 58 mortes por um milhão de habitantes, segundo o último relatório anual da Comissão Europeia sobre a segurança rodoviária, a ser divulgado esta quarta-feira.

O Luxemburgo apresenta uma média de mortes nas estradas superior à da União Europeia (UE). Em 2015, o Grão-Ducado registou 58 mortes por um milhão de habitantes, segundo o último relatório anual da Comissão Europeia sobre a segurança rodoviária, a ser divulgado esta quarta-feira.

A UE tinha fixado como meta a redução do número de acidentes nas estradas para metade, entre 2010 e 2020, mas o recente relatório da Comissão Europeia aponta para resultados alarmistas. Pela primeira vez desde 2001, o número de mortes nas estradas da UE voltou a aumentar em 2015.

O Grão-Ducado não sai bem na fotografia, tendo registado no ano passado 58 mortes por um milhão de habitantes, claramente acima da média europeia de 51,5.

Segundo o relatório, estes dados representam um aumento significativo em relação a 2014, quando a média era de 35 mortes.

Em 2015 na UE morreram 26 mil pessoas em acidentes de trânsito, refere o jornal alemão “Welt Online”, referindo-se ao novo relatório.

No ano passado, 76% das vítimas nas estradas europeias eram homens, ainda de acordo com o documento. Quanto ao número de feridos graves, foram contabilizadas 135 mil pessoas nas estradas europeias, a maioria delas peões, ciclistas e idosos.

A maioria dos casos mortais foi registado na Bulgária e na Roménia, ambas com uma média de 95 mortes.

Portugal está logo acima do Luxemburgo, com 60 mortes por um milhão de habitantes, enquanto Malta (26), Suécia (27), Holanda (27) e Reino Unido (29), são os países com menos mortes.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A Comissão Europeia divulgou hoje o seu relatório nacional sobre o Luxemburgo, com alguns resultados interessantes. O relatório que inquiriu 56% de luxemburgueses e 44% de cidadãos de outros Estados-membros da União Europeia (EU) residentes no Grão-Ducado, predominantemente portugueses e franceses, procurou reunir a opinião pública sobre a União Europeia.
Os traumatismos são a quarta causa de morte no Grão-Ducado e a primeira no caso de crianças e jovens, segundo o estudo Retrace, do Instituto de Saúde do Luxemburgo. Todos os anos morrem em média 261 pessoas devido a lesões infligidas de forma deliberada ou causadas por acidente, o que corresponde a uma morte a cada 34 horas, aponta o estudo, que analisou dados de 2002 a 2012.
Reportage sur les Urgences du CHEM - Esch