Escolha as suas informações

Morreu o Grão-Duque Jean
Luxemburgo 2 min. 23.04.2019

Morreu o Grão-Duque Jean

Morreu o Grão-Duque Jean

Foto: © Cour grand-ducale / Jochen Herling
Luxemburgo 2 min. 23.04.2019

Morreu o Grão-Duque Jean

Sua Alteza Real tinha 98 anos e foi vítima de uma pneumonia. O Luxemburgo está de luto.

"É com grande tristeza que vos comunico a morte do meu bem-amado pai, Sua Alteza Real o Grão-Duque Jean, que nos deixou de forma pacífica, rodeado pelo afeto da família": foi assim, num curto comunicado enviado às redações pelo serviço de comunicação da corte grã-ducal, que o Grão-Duque Henri revelou a morte do pai, o Grão-Duque Jean, de 98 anos, vítima de pneumonia.

Nascido a 5 de janeiro de 1921 no Castelo de Berg, Jean, filho da Grã-Duquesa Charlotte e do Príncipe Félix de Bourbon de Parme, tornou-se Grão-Duque aos 43 anos de idade, a 12 de novembro de 1964. No mesmo dia, foi nomeado General do Exército luxemburguês. Abdicou do trono 36 anos depois, cedendo o lugar ao filho Grão-Duque Henri.

Depois de completar o ensino secundário em Yorkshire, no norte de Inglaterra, Jean viu-se obrigado a abandonar o Luxemburgo em maio de 1940, depois da invasão das tropas alemãs. Juntamente com a família, esteve refugiado em França, Portugal, Estados Unidos, Canadá e Grã-Bretanha. Na passagem pelo Canadá, o soberano estudou direito e ciências políticas na Universidade de Laval, no Quebeque.

Do currículo académico sobressaem os doutoramentos “honoris causa” atribuídos pelas Universidades de Estrasburgo (22 de novembro de 1957), Miami (6 de maio de 1979), e Laval (29 de maio de 2007).

A carreira militar ocupa um lugar de destaque na biografia de Jean, que em 1942 entra como voluntário nos Irish Guards do Exército britânico. E foi por lá, mais precisamente no Royal Military College Sandhurst, em Berkshire, que recebeu formação militar. Em 1943 foi promovido a Tenente dos Irish Guards. Quatro décadas depois foi nomeado Coronel, pela rainha Isabel II.

Mas ainda durante os anos da Segunda Guerra Mundial, Jean foi guarda no Palácio de Buckingham, em Londres. Mais tarde serviu o Exército britânico na Normandia e participou na Batalha de Caen, nas operações de Arnhem, bem como na ofensiva de Rundstedt e na batalha de Reichswald. Regressou ao Luxemburgo em abril de 1945.

Ainda no campo militar, e não só, recebeu várias condecorações ao longo dos anos, atribuídas por Estados Unidos, França, Bélgica, Holanda, Alemanha, Grã-Bretanha e Luxemburgo. Entre as várias funções que assumiu, destaque para a presidência honorária de organismos como os Antigos Combatentes, Obra Pupilos da Nação e União dos Movimentos da Resistência Luxemburguesa.

Jean casou a 9 de abril de 1953 com a Princesa Joséphine-Charlotte da Bélgica, que viria a falecer em 2005. Tem cinco filhos: o Grão-Duque Henri, os princípes Jean e Guillaume e as princesas Marie-Astrid e Margaretha.

Era um amante da natureza e defensor da proteção do meio ambiente. Desporto, fotografia e música eram outros dos seus interesses.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Grão-Duque Jean foi o bisavô “mais amado do mundo”
Gabriel e Noah, filhos de Tessy Antony, ex-mulher do príncipe Louis do Luxemburgo, estão inconsoláveis com a partida do bisavô. Aos 98 anos, o Grão-Duque Jean do Luxemburgo faleceu no hospital, mas para a princesa e seus filhos vai continuar nos seus corações, como ela frisou.
Monarquia: Grão-Duque Jean celebra 97 anos
O Grão-Duque Jean completa esta sexta-feira 97 anos. Jean tornou-se Grão-Duque a 12 de Novembro de 1964 e foi chefe de Estado do Luxemburgo até 7 de Outubro de 2000, quando passou o cargo ao seu filho primogénito, Henri.
Grand-Duc Jean com o seu filho Henri.