Mobilidade

Comboios mais baratos e parques gratuitos para fronteiriços belgas

François Bellot e François Bausch.
François Bellot e François Bausch.
Foto: Maurice Fick

O passe de comboio vai ficar mais barato para fronteiriços belgas. O valor mensal vai descer 13,50 euros, enquanto o passe anual passará a custar 135 euros. As novas tarifas entram em vigor já a partir do próximo dia 1 de dezembro.

Esta é a principal conclusão de uma reunião, esta terça-feira (07), entre o ministro luxemburguês do Desenvolvimento Sustentável, François Bausch, e o seu homólogo belga, François Bellot.

Gare de Arlon. O passe mensal vai passar de 93,50 euros para 80 euros para os fronteiriços belgas que viagem para o Luxemburgo, já a partir de 1 de dezembro de 2017.
Gare de Arlon. O passe mensal vai passar de 93,50 euros para 80 euros para os fronteiriços belgas que viagem para o Luxemburgo, já a partir de 1 de dezembro de 2017.
Foto: Maurice Fick

A mobilidade transfronteiriça foi o centro das conversações, com o transporte ferroviário dos fronteiriços belgas em destaque.

No encontro, os dois líderes políticos alcançaram um acordo - “para benefício dos utentes” - para redução do valor das tarifas ferroviárias e dos parques de estacionamento utilizados pelos utentes do comboio.

Os parques de estacionamento serão gratuitos em mais de 20 estações localizadas ao longo das linhas ferroviárias entre a província do Luxemburgo e o Grão-Ducado. Em Arlon (na foto), os dois parques de estacionamento com 600 lugares de estacionamento.
Os parques de estacionamento serão gratuitos em mais de 20 estações localizadas ao longo das linhas ferroviárias entre a província do Luxemburgo e o Grão-Ducado. Em Arlon (na foto), os dois parques de estacionamento com 600 lugares de estacionamento.
Foto: Maurice Fick

A diferença de preço vai ser compensada pelo Estado luxemburguês. Em contrapartida, os Caminhos de Ferro da Bélgica (SNCB) comprometem-se a colocar à disposição dos utentes com passe, parques de estacionamento gratuitos junto às estações ferroviárias.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.