Escolha as suas informações

Missão conjunta UE/Luxemburgo avalia projectos de cooperação em Cabo Verde
Luxemburgo 2 min. 16.09.2015

Missão conjunta UE/Luxemburgo avalia projectos de cooperação em Cabo Verde

Missão conjunta UE/Luxemburgo avalia projectos de cooperação em Cabo Verde

Foto: Henrique de Burgo
Luxemburgo 2 min. 16.09.2015

Missão conjunta UE/Luxemburgo avalia projectos de cooperação em Cabo Verde

Uma missão conjunta da União Europeia (UE) e do Luxemburgo, que detém a presidência rotativa, iniciou esta terça-feira na Praia uma visita de dois dias a Cabo Verde para fazer o ponto de situação dos projectos apoiados pelas cooperações europeia e luxemburguesa.

Uma missão conjunta da União Europeia (UE) e do Luxemburgo, que detém a presidência rotativa, iniciou esta terça-feira na Praia uma visita de dois dias a Cabo Verde para fazer o ponto de situação dos projectos apoiados pelas cooperações europeia e luxemburguesa.

A missão integra o director da Cooperação Internacional e Desenvolvimento da União Europeia (DEVCO), o português Fernando Frutuoso, e a directora da Cooperação para o Desenvolvimento e Acção Humanitária do Luxemburgo, Marine Schommer.

O Luxemburgo é um dos principais parceiros de Cabo Verde
O Luxemburgo é um dos principais parceiros de Cabo Verde
Foto: Henrique de Burgo

Os dois responsáveis estiveram reunidos hoje de manhã com secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros, Maria de Jesus Miranda, que no final do encontro sublinhou o duplo "significado simbólico e prático" desta visita.

"Estamos num período de transição para um futuro próximo de intensificação da cooperação", disse, adiantando que estão em fase de lançamento novas parcerias entre Cabo Verde e a União Europeia, que terão como áreas chave a segurança e estabilidade e as energias renováveis.

"Estamos a falar da nova fase de afirmação de Cabo Verde como um parceiro económico, nas áreas cultural e social, mas também em questões de segurança e estabilidade e, cada vez mais, um parceiro de igual para igual em que a perspectiva de Cabo Verde país simplesmente receptor da ajuda pública - apesar de ainda importante - cede lugar a essa parceria", disse.

O director de Cooperação da União Europeia, Fernando Frutuoso, destacou a importância de mostrar a experiência de Cabo Verde no contexto da estratégia de segurança e estabilidade da UE para o Golfo da Guiné, numa altura "em que há uma grande coincidência entre os movimentos radicais, os tráficos de todo o tipo - armas, pessoas e drogas - e as regiões mais pobres".

"Cabo Verde é um exemplo notável de um país com recursos naturais muitos limitados que ao longo destes anos conseguiu crescer, conseguiu uma situação económica estável e desenvolver-se. Tem uma experiencia que acreditamos pode ser extremamente importante para mostrar a outros. A participação de Cabo Verde nesta estratégia de estabilidade e segurança é seguramente importante para mostrar essa experiência", sublinhou.

O CERMI foi inaugurado pelo Grão-Duque e pelo Presidente Cabo Verde, Jorge Fonseca, em Março deste ano
O CERMI foi inaugurado pelo Grão-Duque e pelo Presidente Cabo Verde, Jorge Fonseca, em Março deste ano
Foto: Henrique de Burgo

Durante a visita, que decorre até hoje, os dois responsáveis serão recebidos pelas autoridades cabo-verdianas e visitarão projectos financiados pela UE e pelo Luxemburgo nas ilhas de Santiago e Fogo.

Visitarão ainda o Centro de Energias Renováveis e de Manutenção Industrial (CERMI), na cidade da Praia, onde participarão numa conferência sobre o clima, que antecede o "diálogo sectorial sobre as energias renováveis".

Ainda hoje  deslocar-se-ão à ilha do Fogo, com o objectivo avaliar o processo de reinstalação das vítimas da erupção vulcânica, que conta com um apoio de 3 mil milhões de euros da União Europeia, em Chã das Caldeiras, além de outros projectos financiados pelo Luxemburgo na ilha.


Notícias relacionadas

Entrevista ao MNE de Cabo Verde: Cooperação continua a ser prioridade nas relações entre Cabo Verde e Luxemburgo
As relações entre o novo governo de Cabo Verde e o Luxemburgo vão continuar a ser marcadas pela cooperação. A garantia foi dada ontem pelo novo ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades do arquipélago, à chegada ao Grão-Ducado. Luís Filipe Tavares, que tem família no Luxemburgo há mais de 40 anos, chegou a jogar futebol com os conterrâneos no país, nos anos 80, quando estudada em França.
Luís Filipe Tavares é o primeiro membro do novo governo do MpD a visitar o Luxemburgo