Escolha as suas informações

Ministra da Saúde: "O risco que a situação degenere é real"
Luxemburgo 2 min. 26.10.2020

Ministra da Saúde: "O risco que a situação degenere é real"

Ministra da Saúde: "O risco que a situação degenere é real"

Foto: Chris Karaba
Luxemburgo 2 min. 26.10.2020

Ministra da Saúde: "O risco que a situação degenere é real"

Madalena QUEIRÓS
Madalena QUEIRÓS
“Queremos evitar um confinamento total”, alertou Paulette Lenert.

 A ministra da Saúde, Paulette Lenert afirma que "o recolher obrigatório é um pequeno preço a pagar para evitar o preço muito mais elevado de um confinamento". "Não queremos o confinamento total", sublinhou a ministra.

Recorde-se que o governo luxemburguês determinou o recolher obrigatório entre as 23h00 e as 6h00. "Com estas medidas esperamos ter resultados e estabilizar a tendência" de crescimento da pandemia o mais rápido possível, acrescentou a responsável pela pasta da Saúde. "O que seria irresponsável seria continuar como até agora, porque o risco era muito elevado", sublinhou. Por isso decidimos "fazer uma mudança de paradigma" na forma como se enfrenta a pandemia.

"Risco que a situação degenere é real"

"O risco que a situação degenere é real", alertou a ministra da Saúde. "Vamos continuar a analisar a situação nos próximos dias", acrescentou. "Estamos convencidos que temos que ser prudentes e reforçar as medidas para não se chegar a uma situação fora de controle", sublinhou Lenert. "Temos que tomar medidas mais drásticas", acrescentou a ministra. Porque existiram “alterações a um ritmo elevado, nos últimos dias". Muito "se passou nos últimos 15 dias e este foi o momento de tomar medidas”, acrescentou.

"O vírus pode rapidamente ficar fora de controle"


Covid-19. Luxemburgo pode chegar aos 1.400 casos por dia
A epidemia pode"culminar numa grave crise do sistema de saúde" se as regras não forem respeitadas, alerta o relatório semanal do Research Luxembourg.

"Estamos perante um vírus que rapidamente pode ficar fora de controle", alertou a ministra da Saúde, Paulette Lenert. Referindo-se as projeções que apontam para a possibilidade de 1400 casos diários, a ministra da Saúde afirma que "são projeções, mas temos que admitir a possibilidade de desenvolvimento exponencial" do número de casos.

Na conferência de imprensa realizada, ao início da noite de segunda-feira, a governante traçou uma linha cronológica da evolução da pandemia no Luxemburgo e das medidas que têm vindo a ser tomadas. Justificando porque é que, só agora, foram tomadas estas decisões. Há quinze dias "o número de infeções era baixo" e verificava-se "uma curva estável e linear, nessa altura teria sido irresponsável tomar outras medidas". 

O dia 17 de outubro foi a data em que "a situação ficou mais crítica", porque havia "uma grande percentagem de jovens contaminados".  O que se seguiu foi uma "evolução muito alarmante e por isso, sexta -feira passada não hesitamos  em tomar novas medidas". 

Recolher obrigatório entre as 23H00 e as 6h00, reduzir a quatro pessoas o número de convidados que se podem receber em casa ou juntar num restaurante e proibir os eventos com mais de cem pessoas foram algumas das medidas aprovadas na sexta-feira passada. As medidas passam a estar em vigor no final do processo legislativo de aprovação que deverá demorar entre um a dois dias. 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas