Escolha as suas informações

Metade do pessoal dos hospitais já foi vacinado, diz ministra
Luxemburgo 01.02.2021 Do nosso arquivo online

Metade do pessoal dos hospitais já foi vacinado, diz ministra

Metade do pessoal dos hospitais já foi vacinado, diz ministra

Foto: Chris Karaba/Luxemburger Wort
Luxemburgo 01.02.2021 Do nosso arquivo online

Metade do pessoal dos hospitais já foi vacinado, diz ministra

Diana ALVES
Diana ALVES
Vacinas da farmacêutica AstraZeneca chegam ao Luxemburgo na próxima semana, adiantou Lenert esta segunda-feira.

Metade do pessoal dos hospitais luxemburgueses já foi vacinado contra a covid-19. A garantia foi dada por Paulette Lenert em declarações esta segunda-feira à RTL. A ministra da Saúde mostrou-se satisfeita com o decorrer da campanha de vacinação no país, avançando também que a taxa de adesão à vacina nos lares de idosos e casas de repouso ronda os 86%. 

Lenert adiantou ainda que até ao fim de semana passado o país tinha disponíveis 23.000 doses da vacina, e explicou que os atrasos no envio das convocatórias prende-se com a "espera pelas entregas". Isto porque, as cartas só podem ser enviadas depois de os responsáveis terem recebido a confirmação definitiva sobre a entrega da próxima remessa do medicamento. Atualmente estão a ser vacinados, entre outros, profissionais de saúde, dos lares e os seus residentes.


Vacina AstraZeneca só para pessoas com menos de 65 anos? CSV questiona ministra da Saúde
As autoridades alemãs recomendaram recentemente administrar a vacina da AstraZeneca apenas a pessoas entre os 18 e os 64 anos.

A ministra adiantou também que as vacinas da farmacêutica AstraZeneca chegam ao Luxemburgo na próxima semana. Em causa estão 11.700 doses. De acordo com Paulette Lenert, se tudo correr bem, a conclusão da primeira fase de vacinação poderá acontecer mais cedo do que o previsto. 

Depois de as autoridades alemãs recomendarem a toma desta vacina apenas por pessoas entre os 18 e os 64 anos, o Partido Cristão Social (CSV) questionou esta segunda-feira a ministra sobre a mesma questão no Grão-Ducado.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas