Escolha as suas informações

Mensagem confusa induz população em erro e causa pânico em Rédange
Luxemburgo 24.03.2020

Mensagem confusa induz população em erro e causa pânico em Rédange

Mensagem confusa induz população em erro e causa pânico em Rédange

Luxemburgo 24.03.2020

Mensagem confusa induz população em erro e causa pânico em Rédange

Autarquia de Rédange divulgou um comunicado em que dava a entender que a população devia ferver a água antes de a consumir devido ao Covid-19. Contudo, na verdade, a água encontra-se turva devido às últimas chuvas e o problema nada tem a ver com o novo coronavírus.

Desde a manhã desta terça-feira que a autarquia de Rédange tem sido assaltada por inúmeros telefonemas de cidadãos preocupados por uma mensagem confusa divulgada na segunda-feira sobre o estado da água do munícipio. "Por causa da crise relacionada com o Covid-19 e, como medida de segurança, a ARS (Agence Régionale de Santé) aconselha-o a ferver a água da torneira antes de a beber (até novo aviso)", anunciava a autarquia liderada por Daniel Cimarelli.

Esta localidade situada, na Moselle, uma cidade fronteiriça de Belvaux, a poucos quilómetros de Differdange e de Esch-sur-Alzette, foi obrigada, esta terça-feira, a admitir que se tratou de “um pequeno problema de comunicação”, como explicou um funcionário ao L’essentiel. Na verdade, a água teve um problema de turbidez devido às recentes chuvas e apresentava alguns riscos orgânicos mas nada que tivesse a ver com a pandemia do novo coronavírus.

A ARS fez, entretanto, um controlo inicial na segunda-feira e nos próximos dias, de acordo com o mesmo funcionário,  vai ser implementado “um tratamento específico para restaurar a qualidade inicial da água".

O funcionário da autarquia reconheceu ao L’essentiel a “falta de jeito" na mensagem transmitida, que associava Covid-19 ao problema quando não existe qualquer relação. Para já, é certo que os habitantes desta comuna devem ferver a água potável antes de a consumir, enquanto se espera pela realização de novas análises.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.