Escolha as suas informações

"Megxit" no Grão-Ducado? Nem há margem para isso
Luxemburgo 2 min. 12.01.2020

"Megxit" no Grão-Ducado? Nem há margem para isso

"Megxit" no Grão-Ducado? Nem há margem para isso

Luxemburgo 2 min. 12.01.2020

"Megxit" no Grão-Ducado? Nem há margem para isso

No Luxemburgo a questão não se coloca. Só o Grão-Duque e o Príncipe Herdeiro recebem dinheiro do Estado. Os outros membros da família real trabalham.

Abalados pela cisão que os duques de Sussex comunicaram nas redes sociais, antes de informar a matriarca Isabel II, os britânicos até criaram uma expressão para definir o pedido de independência financeira e obrigações reais de Harry e Meghan Markle.

Depois do "Brexit", vem o "Megxit". O assunto anda nas bocas do mundo e já suscitou um pedido de reunião urgente na família. Por cá, a Grande Corte Ducal prefere manter-se à margem, "não comenta notícias de outras famílias reais", como explica o gabinete de imprensa da coroa. 

Citados pelo L'Essentiel, os responsáveis de comunicação do Grão-Duque explicam que dentro da família real luxemburguesa a renuncia aos direitos de sucessão nem sequer é problemática. 

Apenas o Grão-Duque e o Príncipe Herdeiro recebem uma subvenção dos cofres do Estado, "o que significa que os outros filhos de Suas Altezas reais exercem as suas próprias atividades profissionais". Noutras palavras, trabalham e dispensam "aprovação prévia do governo ou da Câmara dos Deputados" naquilo que são as suas decisões pessoais. 

Segundo, na ordem de sucessão ao trono, o príncipe Félix, de 36 anos, já renunciou aos seus direitos. Vive em Frankfurt, na Alemanha desde agosto de 2018 com a mulher e os dois filhos. 

Depois de trabalhar no departamento de Marketing e Relações Públicas de uma empresa suíça de renome especializada na organização de eventos desportivos e culturais, o príncipe Félix obteve o grau de Mestre em Bioética em 2013. Desde outubro de 2013, também é responsável pela propriedade vinícola Château les Crostes em Lorgues, no sul da França.

Também o príncipe Louis, de 34 anos, dispensou qualquer herança real. É consultor em Paris e renunciou logo depois do casamento, em 2006. 

A princesa Alexandra, nascida em 16 de Fevereiro de 1991, é mestre em estudos religiosos pela Escola Irlandesa de Ecumenismo com especialização em resolução de conflitos. Participa nas actividades da Família Grão-Ducal e participa em certas cerimónias ou actividades oficiais, como o feriado nacional ou a visita do Estado ao Japão em Novembro de 2017, embora não receba um cêntimo por isso.

Quanto ao filho mais novo do casal Grão-Ducal, o Príncipe Sébastien, com 28 anos, é oficial do Exército luxemburguês desde Setembro de 2017.