Escolha as suas informações

Mamer terá um sino feito a partir de fragmentos de munições
Luxemburgo 3 2 min. 27.11.2022
Símbolo da paz

Mamer terá um sino feito a partir de fragmentos de munições

Símbolo da paz

Mamer terá um sino feito a partir de fragmentos de munições

Foto: Comuna de Mamer
Luxemburgo 3 2 min. 27.11.2022
Símbolo da paz

Mamer terá um sino feito a partir de fragmentos de munições

Simon MARTIN
Simon MARTIN
A All 4 Peace, uma iniciativa organizada pelo Luxemburgo, França e Alemanha, representa a amizade entre os três países.

"Durante a [Primeira] Guerra, os sinos das igrejas foram derretidos para fazer armas e munições. Hoje, esse processo foi invertido", resume Maren Morawski, coordenadora do projeto All 4 Peace. Trata-se de uma iniciativa do Centro Mundial para a Paz em Verdun (França), da KulturGiesserei em Saarbrücken (Alemanha) e da Casa do Cidadão em Mamer, que deverá permitir virar uma nova página na amizade entre os três países, poucos dias após o 104.º aniversário do armistício e num contexto geopolítico incerto.

A ideia era fazer três sinos de paz, um para cada país, usando bronze, mas recorrendo, sobretudo, fragmentos de metal de armas e munições da Primeira Guerra Mundial, elevando o simbolismo a outro nível.

Os sinos francês e luxemburguês foram fundidos em outubro
Os sinos francês e luxemburguês foram fundidos em outubro
Foto: Comuna de Mamer

O Grão-Ducado foi representado pela Casa do Cidadão de Mamer, que participou no projeto no início do ano. "Partilhamos os mesmos valores de inclusão social, liberdade e igualdade de oportunidades que os parceiros franceses e alemães. Por isso, não hesitámos em participar, especialmente porque o Luxemburgo representa o coração da Europa e o simbolismo é muito forte", explica Bled Bekteshi, responsável daquela instituição.

Sinos foram fundidos na Alemanha

A Casa do Cidadão envolveu-se diretamente na tarefa e partiu em busca de destroços de guerra para a produção do sino do Grão-Ducado. "O museu militar de Diekirch concordou gentilmente em fornecer-nos peças de tanques e fragmentos de projéteis."

A fundição dos sinos, uma fase particularmente delicada, deu-se em outubro  na Alemanha, numa oficina localizada na Renânia-Palatinado. "Cada sino tem o seu próprio desenho. Por exemplo, o francês vai ter o famoso aperto de mão entre François Mitterand e Helmut Kohl. Para o sino do Luxemburgo, o motivo escolhido é uma pomba da paz.  É uma forma de chamar a atenção para o facto de que a paz significa mais do que apenas a ausência de armas. Também alude à guerra atual na Ucrânia", elabora Bled Bekteshi.

Embora os sinos franceses e luxemburgueses tenham sido fundidos há algumas semanas, foi apenas no fim de semana passado que os resultados foram revelados. "Depois da fundição, o molde tem de arrefecer durante algumas semanas. Há alguns dias assistimos ao "nascimento dos sinos", termo utilizado para descrever a remoção da camada de argila que os cobria", diz Maren Morawski. O sino alemão será fundido mais tarde, no final de janeiro. 

Peças serão entregues aos países em maio

No entanto, o público terá de esperar pacientemente para poder ver os três sinos, que serão entregues aos respetivos países a 7 de maio de 2023 em Schengen. A 9 de maio, Dia da Europa, o sino do Luxemburgo irá tocar pela primeira vez, em Mamer, durante um festival organizado para a ocasião.

"Esse vai ser apenas o início de uma série de ações que queremos organizar em torno deste projeto. Estou a pensar numa exposição com testemunhos de pessoas afetadas por guerras, antigas ou recentes, e que vivem hoje na comuna, peças de teatro e exibições de filmes temáticos", remata Morawski.

O sino luxemburguês será instalado permanentemente no Parc Brill.

(Este artigo foi originalmente publicado no Virgule e adaptado para o Contacto por Maria Monteiro.)

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.