Escolha as suas informações

Mais radares no novo plano de ação de segurança rodoviária

Mais radares no novo plano de ação de segurança rodoviária

Foto:Guy Jallay
Luxemburgo 13.05.2019

Mais radares no novo plano de ação de segurança rodoviária

Susy TEIXEIRA MARTINS
Trinta e seis pessoas morreram em 2018 nas estradas do Luxemburgo. Este número de vítimas representou um aumento significativo de 29%, face ao ano anterior (25 mortos).

Perante este trágico balanço, revelado na sexta-feira passada, o ministro da Mobilidade, François Bausch, não tardou a reagir e lançou hoje um plano de ação, com 31 medidas.

O objetivo do plano é agir contra as principais causas dos acidentes: excesso de velocidade, condução sob efeito do álcool e estupefacientes e utilização de telemóveis, ao volante.

A principal medida passa pelo reforço dos controlos policiais e pelo aumento da sua eficácia, graças, sobretudo, às câmaras instaladas no interior dos veículos policiais, que possam detetar, em flagrante, os excessos de velocidade.

Também está programada a instalação de novos radares, nomeadamente pra medir a velocidade média num determinado troço da estrada.

O primeiro radar deste tipo vai ser instalado, ainda este ano, na N11, logo após Waldhaff, num troço de quatro quilómetros, particularmente perigoso, e onde já aconteceram vários alguns acidentes mortais.

Ainda está a ser elaborado um projeto-piloto para a instalação de outro radar, destinado a surpreender os automobilistas que não respeitam o sinal vermelho nos semáforos. O primeiro deve ser instalado em 2022.

Por outro lado, o Governo está a equacionar a liberalização do consumo lúdico de canábis mas vai impor tolerância zero na condução sob o efeito deste ou de outros estupefacientes.


Notícias relacionadas