Escolha as suas informações

Mais de seis mil portugueses do Luxemburgo votaram nas eleições legislativas
Luxemburgo 2 min. 09.10.2019

Mais de seis mil portugueses do Luxemburgo votaram nas eleições legislativas

Só três portugueses optaram pelo voto presencial no consulado no Luxemburgo. A grande maioria vota por correspondência.

Mais de seis mil portugueses do Luxemburgo votaram nas eleições legislativas

Só três portugueses optaram pelo voto presencial no consulado no Luxemburgo. A grande maioria vota por correspondência.
Foto: Manuel Dias
Luxemburgo 2 min. 09.10.2019

Mais de seis mil portugueses do Luxemburgo votaram nas eleições legislativas

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
Nas eleições de domingo faltam atribuir quatro assentos com os votos dos emigrantes: dois deputados pelo círculo da Europa e outros dois pelo círculo fora da Europa.

Está em crescendo o número de eleitores portugueses do Luxemburgo que votaram nas legislativas de domingo. Segundo os últimos dados da Administração Eleitoral, divulgados hoje, já votaram por correspondência 6.638 portugueses, radicados no Grão-Ducado. Mas o número poderá ainda aumentar.

Feitas as contas, votaram até agora 14% dos 47 mil portugueses recenseados no Consulado de Portugal no Luxemburgo. Mas com o limite de 16 de outubro, para a receção do boletim de voto, o número ainda pode ultrapassar os sete mil votantes.

Foto: Lusa

Comparando com as últimas eleições legislativas, de 2015, votaram na altura 596 eleitores portugueses recenseados no Luxemburgo, revelou à Rádio Latina o assessor de imprensa da Secretaria de Estado das Comunidades, Miguel Silva.

No entanto, o número de inscritos não ultrapassou nesse ano os 1.500, com uma taxa de participação a rondar os 40%, bem superior aos atuais 14%.

Esta disparidade é justificada pelo aumento do número de novos eleitores abstencionistas, com o recenseamento automático, que fez crescer em 2018 o número de eleitores de 2.144 para 47 mil.

Quanto aos números globais dos votos por correspondência, deram já entrada na Administração Eleitoral 107.278 mil cartas com o respetivo voto, ultrapassando pela primeira vez a barreira psicológica e simbólica dos 100 mil eleitores. São 7,3% dos cerca de 1,5 milhões de eleitores no estrangeiro.

A manter-se estes números de participação dos emigrantes, a taxa de abstenção deverá aumentar em relação às últimas eleições legislativas de 2015. Na altura votaram 11,6% dos eleitores inscritos no estrangeiro, ou seja, 28 mil dos cerca de 243 mil eleitores.

Foto: Lusa

Atualmente, o Luxemburgo é o quinto país com mais votos: 6.638.

A lista é liderada pelos portugueses residentes em França, com 36 mil votos (36.109). Segue-se a Suíça, com 16 mil, o Brasil, com 15.666, e a Alemanha com perto de oito mil.

Nas eleições de domingo, ganhas pelo partido socialista, com quase 37% dos votos, faltam atribuir quatro assentos com os votos dos emigrantes: dois deputados pelo círculo da Europa e outros dois pelo círculo fora da Europa.

Recorde-se que do milhão e meio de eleitores portugueses no estrangeiro, apenas 2.242 optaram pelo voto presencial nos consulados, incluindo três no Luxemburgo.


Notícias relacionadas

Mais de 44 mil portugueses podem ir às urnas nas próximas legislativas
Se a questão sobre o voto dos estrangeiros nas eleições legislativas passar no referendo de 7 de Junho, nas próximas eleições de 2018, para a escolha de um novo Governo, há mais 105 mil potenciais eleitores estrangeiros que poderão votar. Deste total, mais de 44 mil são portugueses, qualquer coisa como 42% dos potenciais eleitores.