Escolha as suas informações

Mais de 600.000 autotestes rápidos contra a covid-19 distribuídos na Função Pública
Luxemburgo 14.05.2021

Mais de 600.000 autotestes rápidos contra a covid-19 distribuídos na Função Pública

Mais de 600.000 autotestes rápidos contra a covid-19 distribuídos na Função Pública

Foto: Sebastian Gollnow/dpa
Luxemburgo 14.05.2021

Mais de 600.000 autotestes rápidos contra a covid-19 distribuídos na Função Pública

Kits destinados aos testes a funcionários públicos serão distribuídos ao longo das próximas duas semanas.

Mais de 600.000 autotestes rápidos antigénio, para rastrear casos de covid-19, vão ser  entregues aos funcionários públicos, de ministérios e organismos do Estado, durante as próximas duas semanas, avançou o Governo, esta sexta-feira, em comunicado.


Testes rápidos instalam a confusão nos cafés, restaurantes e hotéis
A falta de clareza do Governo sobre a realização obrigatória dos testes rápidos anti-covid para entrar no interior dos restaurantes está a gerar o caos em véspera da abertura das salas, a 16 de maio. E quando acabarem os testes oferecidos ao setor, quem os vai pagar?, questionam ao Contacto proprietários e políticos.

Caberá a cada ministério e administração pública organizar a distribuição e divulgação, aos seus funcionários, dos kits com os testes, que serão entregues com recomendações da Direção de Saúde sobre como utilizá-los, a frequência recomendada para a sua realização e o que fazer no caso de um teste positivo. Estes testes devem ser realizados de forma independente e voluntária, indica o comunicado.

 Marc Hansen, Ministro da Função Pública, enviará também uma mensagem a todos os funcionários do Estado para lhes lembrar a importância das recomendações sanitárias e para que continuem a cumprir todas as normas em vigor.


Funcionários Públicos também vão ter autotestes rápidos
A partir de meados do mês de maio, as administrações públicas vão ter autotestes rápidos à covid-19 à disposição para serem distribuídos pelos funcionários.

Recorde-se que Governo e sindicato chegaram a acordo para a realização de testes rápidos à covid-19 para todos os trabalhadores do Estado, no final de abril, numa reunião em que o que as estruturas sindicais pediam era que professores e polícias fossem vacinados com prioridade contra a covid-19. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas