Escolha as suas informações

Mais de 500 médicos e enfermeiros aptos a administrar vacina contra a covid-19
Luxemburgo 09.02.2021 Do nosso arquivo online

Mais de 500 médicos e enfermeiros aptos a administrar vacina contra a covid-19

Mais de 500 médicos e enfermeiros aptos a administrar vacina contra a covid-19

Foto: Guy Jallay
Luxemburgo 09.02.2021 Do nosso arquivo online

Mais de 500 médicos e enfermeiros aptos a administrar vacina contra a covid-19

Diana ALVES
Diana ALVES
O Luxemburgo tem atualmente mais de 500 médicos e mais de 50 enfermeiros aptos a administrar a vacina contra a covid-19. Mas o número poderá aumentar, diz a ministra da Saúde, Paulette Lenert.

Os médicos interessados em participar na campanha no centro de vacinação podem notificar as autoridades através do preenchimento de um questionário. Até à data inscreveram-se 236 médicos de clínica-geral e 270 especialistas, segundo esclarece a ministra da Saúde, Paulette Lenert, numa resposta parlamentar ao deputado Sven Clement. De acordo com Lenert foram ainda contratados 51 enfermeiros. A ministra adianta também que o recrutamento de médicos e enfermeiros para os diferentes centros de vacinação está ainda a decorrer, sendo que o número poderá aumentar.

Regra geral, a vacina contra o novo coronavírus é administrada apenas nos centros de vacinação criados para o efeito. As exceções são os profissionais de saúde, que têm sido vacinados nos próprios hospitais, e os idosos e funcionários de lares de idosos, que puderam tomar a vacina nas estruturas.


Hall Victor Hugo. Apenas 31% das pessoas convidadas a vacinar inscreveram-se
A taxa de participação poderá, no entanto, mudar, já que o limite de inscrição termina no dia 24 de janeiro.

O Luxemburgo dispõe neste momento de um centro de vacinação, a funcionar no Hall Victor Hugo, em Limpertsberg, na cidade do Luxemburgo. Outros quatro deverão ver a luz do dia nos próximos tempos em vários pontos do país. 

Seja em Belval ou em Mondorf, o Governo já garantiu que o acesso das pessoas sem carro a estas infraestruturas será assegurado.

Recorde-se que o plano de vacinação no Grão-Ducado inclui seis fases, sendo que neste momento decorre ainda a primeira etapa (profissionais de saúde, funcionários de lares e residentes de lares de idosos).  A segunda fase deverá arrancar no próximo mês, destinando-se às pessoas a partir dos 75 anos, assim como às pessoas consideradas "altamente vulneráveis", independentemente da idade.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas