Escolha as suas informações

Maioria dos residentes do Luxemburgo vai de férias pelo menos uma semana
Luxemburgo 31.07.2019 Do nosso arquivo online

Maioria dos residentes do Luxemburgo vai de férias pelo menos uma semana

Maioria dos residentes do Luxemburgo vai de férias pelo menos uma semana

Foto: Shutterstock
Luxemburgo 31.07.2019 Do nosso arquivo online

Maioria dos residentes do Luxemburgo vai de férias pelo menos uma semana

Vinte e oito por cento dos europeus não foi de férias, em 2018, por razões económicas.

No Luxemburgo a taxa de residentes que não vão de férias pelo menos uma semana por ano é das mais baixas da União Europeia. Em primeiro lugar surge a Suécia com somente 9,7% da população que não vai de férias, seguido de perto pelo Grão-Ducado, com 10,9%. Um valor que tem diminuído gradualmente ao longo dos anos. Em 2009, 14,3% da população do Luxemburgo não tinha meios financeiros para gozar de uma semana de férias por ano.

Estes dados foram publicados esta quarta-feira pelo gabinete de estatísticas europeu (Eurostat).

A Roménia (58,9%), a Croácia (51,3%), Bulgária (56,4%), Grécia (51%), e Chipre (51%) são os países onde mais de metade das famílias não conseguiu fazer férias de uma semana por dificuldades financeiras.


Notícias relacionadas

Portugueses no Luxemburgo estão a diminuir desde 2014
Dados do instituto de estatística luxemburguês (Statec) revelam que 92,6% da população no Luxemburgo são de origem europeia. Portugueses continuam a ser a maior comunidade no Grão-Ducado, mas números estão a diminuir.
Luxemburgo: Mais de 13% não tem dinheiro para passar uma semana de férias fora do país
Para muitos europeus, chegou a altura de rumar às tão desejadas férias. No entanto, cerca de um terço da população da União Europeia (UE) não tem possibilidade de passar uma semana de férias fora de casa. O Luxemburgo é o segundo país com uma das percentagens mais baixas de residentes que não tem dinheiro para cruzar a fronteira para uma semana de férias.