Escolha as suas informações

Maioria dos luxemburgueses acha teste de luxemburguês demasiado fácil
Luxemburgo 2 min. 25.05.2016 Do nosso arquivo online
Dupla nacionalidade

Maioria dos luxemburgueses acha teste de luxemburguês demasiado fácil

Luxemburgo 2 min. 25.05.2016 Do nosso arquivo online
Dupla nacionalidade

Maioria dos luxemburgueses acha teste de luxemburguês demasiado fácil

A maioria dos luxemburgueses (51%) acha que o teste de língua luxemburguesa para obter a dupla nacionalidade é demasiado fácil, segundo a sondagem Politmonitor, divulgada hoje. Sem surpresa, a maioria dos estrangeiros (45%) acha que o nível exigido é demasiado alto.

A maioria dos luxemburgueses (51%) acha que o teste de língua luxemburguesa para obter a dupla nacionalidade é demasiado fácil, segundo a sondagem Politmonitor, divulgada hoje. Sem surpresa, a maioria dos estrangeiros (45%) acha que o nível exigido é demasiado alto.

A sondagem Politmonitor questionou luxemburgueses e residentes estrangeiros sobre a reforma da lei da nacionalidade apresentada pelo Governo a 11 de Março.

O projecto-lei reduz o prazo de residência dos candidatos à naturalização de sete para cinco anos, uma medida com a qual a maioria dos luxemburgueses (53%) está de acordo. Entre os estrangeiros, a redução do prazo tem o apoio de 66% dos inquiridos.

O projecto-lei também introduz parcialmente o direito do solo, para os filhos de estrangeiros nascidos no país (que poderão obter a nacionalidade luxemburguesa automaticamente aos 18 anos ou solicitá-la a partir dos 12). Aqui, 73% dos luxemburgueses concordam com a medida, que recolhe o apoio da esmagadora maioria dos estrangeiros (81%).

É nos exames de luxemburguês que as opiniões se dividem. O projecto-lei mantém o mesmo grau de exigência, mas permite compensar os maus resultados na oral com o teste de compreensão. Metade dos luxemburgueses (50%) está satisfeito por o nível de exigência se manter, e a maioria (51%) acha mesmo que os testes já são demasiado fáceis. Só 12% acham os exames difíceis, com 37% a concordar com o nível exigido.

A exigência do luxemburguês para obter a nacionalidade já foi criticada pela  Associação de Apoio aos Trabalhadores Imigrantes (ASTI), que defende que num país trilingue as outras línguas oficiais "deveriam ser tidas em conta". A ASTI também critica as mudanças nos exames de Luxemburguês previstas no projecto-lei - a possibilidade de compensar os maus resultados na oral com o teste de compreensão -, considerando que são apenas "de ordem simbólica"

P.T.A.

________________________________________

Ficha técnica: A sondagem Politmonitor foi realizada para o Luxemburger Wort e a RTL pelo instituto TNS ILRES, entre 11 a 18 de Maio de 2016. O instituto de sondagens utilizou uma amostra de 1.024 pessoas com mais de 18 anos.


Notícias relacionadas

A Associação de Apoio aos Trabalhadores Imigrantes (ASTI) criticou o projecto-lei da dupla nacionalidade apresentado pelo Governo, a começar pela exigência da língua luxemburguesa. Para o porta-voz da ASTI, Sérgio Ferreira, o projecto-lei "não assume que o Luxemburgo é um país trilingue", defendendo que as outras línguas oficiais "deveriam ser tidas em conta".