Escolha as suas informações

Luxleaks: Luxemburgo envia para Bruxelas lista de empresas que obtiveram benefícios fiscais
Luxemburgo 19.12.2014 Do nosso arquivo online

Luxleaks: Luxemburgo envia para Bruxelas lista de empresas que obtiveram benefícios fiscais

Luxleaks: Luxemburgo envia para Bruxelas lista de empresas que obtiveram benefícios fiscais

AFP
Luxemburgo 19.12.2014 Do nosso arquivo online

Luxleaks: Luxemburgo envia para Bruxelas lista de empresas que obtiveram benefícios fiscais

O Governo luxemburguês decidiu na quinta-feira, após várias respostas negativas, entregar à Comissão Europeia a informação sobre as práticas fiscais denunciadas no escânadalo LuxLeaks, afirmou o primeiro-ministro luxemburguês Xavier Bettel, à margem da cimeira da União Europeia, que decorreu em Bruxelas.

Segundo os milhares de documentos obtidos pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ), o Governo do Grão-Ducado firmou contratos com centenas de multinacionais de modo a estas conseguirem reduzirem os seus impostos.

Bettel anunciou que seu Governo vai transmitir à Comissão Europeia a lista dos "tax rulings" (decisões fiscais antecipadas) e dos beneficiários do regime tributário de receitas por propriedade intelectual.

A decisão de o Governo luxemburguês foi tomada após o anúncio da Comissão, na quarta-feira, de pedir informação a todos os países da UE sobre o uso deste sistema.

Com base em 28 mil páginas de documentos obtidos pelo Consórcio de Jornalistas, a imprensa já tinha revelado que entre 2002 e 2010 Luxemburgo fechou acordos fiscais com mais de 340 multinacionais. O esquema privou muitos países envolvidos em milhões de euros em impostos.


Notícias relacionadas

Bruxelas diz que o Luxemburgo concedeu ajudas fiscais ilegais à Engie
Antevê-se mais um braço de ferro entre Luxemburgo e a Comissão Europeia por causa de acordos fiscais feitos entre o Estado e multinacionais. A Comissão Europeia quer que o Luxemburgo recupere mais 120 milhões de euros em impostos que não foram pagos pela empresa francesa Engie. O Governo não tem o mesmo entendimento e diz que a elétrica foi taxada de acordo com as regras aplicáveis na altura.
OE: Luxemburgo anuncia pela primeira vez uma amnistia fiscal
O ministro das Finanças do Luxemburgo, Pierre Gramegna, anunciou uma amnistia fiscal para os contribuintes no país que tenham ocultado rendimentos, uma estreia no Grão-Ducado. O regime temporário de regularização vigora nos próximos três anos.
13.03.14 Steuererklaerung 2013 declaration d impots, Luxembourg, Foto : Marc Wilwert