Escolha as suas informações

Luxemburgo. Vacina da AstraZeneca desaconselhada em pessoas acima dos 65 anos
Luxemburgo 06.02.2021 Do nosso arquivo online

Luxemburgo. Vacina da AstraZeneca desaconselhada em pessoas acima dos 65 anos

Luxemburgo. Vacina da AstraZeneca desaconselhada em pessoas acima dos 65 anos

Foto: AFP
Luxemburgo 06.02.2021 Do nosso arquivo online

Luxemburgo. Vacina da AstraZeneca desaconselhada em pessoas acima dos 65 anos

A vacina AstraZeneca não deve ser administrada em pessoas com mais de 65 anos, diz uma recomendação Conselho Superior para as Doenças Infecciosas.

A ministra da Saúde, Paulette Lenert, esclareceu este sábado, em entrevista à RTL, que esta decisão não terá um impacto direto no progresso da campanha de vacinação, que depende sobretudo da velocidade de entrega das doses encomendadas às farmacêuticas.

Apesar da recomendação contrária do Conselho Superior para as Doenças Infecciosas, a utilização de vacinas da AstraZeneca vai ser administrada aos profissionais dos setores da saúde, já na primeira fase, independentemente da idade. 

O Luxemburgo ainda não recebeu as primeiras 11.700 doses do grupo farmacêutico britânico-sueco AstraZeneca previstas para a próxima semana. 

Questionada sobre o tratamento do Luxemburgo em comparação com outros países, recordou que as vacinas não podem ser entregues em todo o lado ao mesmo tempo e que o Luxemburgo foi o primeiro país da UE a receber a vacina Moderna. 

Apesar de haver uma corrida contra o tempo em vários países para vacinar o máximo número de pessoas, no Luxemburgo as vacinas são administradas apenas durante os dias úteis e a ministra da Saúde defendeu que por agora não se justifica vacinar ao fim-de-semana.

Outra das preocupações de Paulette Lenert prende-se com a segunda dose. Ao contrário de outros países, o Governo decidiu assegurar a segunda toma da vacina dose em vez de a administrar imediatamente para evitar falhas. Para a ministra, as potenciais consequências de não estar garantida a segunda dose em tempo útil seria pior do que o atraso nas estatísticas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas