Escolha as suas informações

Luxemburgo. Uso de máscara nas escolas deverá regressar
Luxemburgo 2 min. 10.11.2021
Covid-19

Luxemburgo. Uso de máscara nas escolas deverá regressar

Covid-19

Luxemburgo. Uso de máscara nas escolas deverá regressar

Photo: Christophe Olinger
Luxemburgo 2 min. 10.11.2021
Covid-19

Luxemburgo. Uso de máscara nas escolas deverá regressar

Jean-Michel HENNEBERT
Jean-Michel HENNEBERT
Thérèse Staub defende a manutenção das medidas preventivas em vigor e diz que outras mais rigorosas têm de ser tomadas.

Com o aumento do número de novas infeções por covid-19 no Luxemburgo, e apesar da campanha de vacinação, a presidente do Conselho Superior de Doenças Infeciosas, Thérèse Staub, defende a manutenção das medidas preventivas atualmente em vigor e diz que outras mais rigorosas tèm de ser tomadas. 

Durante a apresentação do relatório semanal sobre a covid-19, a ministra da Saúde, Paulette Lenert, revelou que “das 13 pessoas [que permanecem] nos cuidados intensivos, dez não estão vacinadas, sendo as restantes pessoas de idade avançada e com patologias pré-existentes”. Um apelo que visa chegar aos 100 mil idosos que ainda não receberam qualquer dose da vacina, apesar da implementação do CovidCheck desde o dia 1 de novembro e do desejo do governo em "dificultar a vida" aos não vacinados.

Luxemburgo tem 76% da populaçáo vacinada

Mas enquanto a oposição à vacinação se torna a cada dia mais visível, Thérèse Staub, presidente do Conselho Superior de Doenças Infeciosas, anunciou, esta quarta-feira, que essa abordagem continua a ser favorecida, uma vez que "a imunidade coletiva deverá situar-se entre os 85 e 90%" da população. As últimas estimativas apontavam para uma taxa entre 80% e 85%. Até à data, “76% da população está vacinada”, indica a chefe do serviço de doenças infeciosas do CHL. “Ainda falta um pouco”, afirmou.

Enquanto se aguardam possíveis novas restrições, o Luxemburgo recomenda a toma da terceira dose para pessoas com mais de 65 anos de idade e profissionais de saúde sem critérios de idade.


Luxemburgo. Dose de reforço para pessoas com mais de 65 anos e profissionais de saúde
O Ministério da Saúde vai começar a enviar a convocatória por correio aos residente e trabalhadores em questão.

A questão da vacinação para crianças na faixa etária de 6-11 anos ainda está em estudo, devido à falta de dados suficientes sobre os possíveis efeitos colaterais nessa faixa etária. Por enquanto, mortes de crianças relacionadas com a covid-19 foram apenas registadas nos EUA, "em crianças obesas", disse Paulette Lenert.

Sabe-se que as novas infeções estão a acontecer repetidamente no círculo familiar, pelo que respeitar o distanciamento continuará a ser a regra para os próximos meses.  Não só respeitar a distância entre as pessoas, mas também a lavagem das mãos com frequência e o uso da máscara. Uma última medida que deve "voltar" é o uso da máscara nas escolas. “Porque em países que reduziram os gestos de barreira, há uma explosão de casos”, reforça Thérèse Staub.

 (Notícia original do Luxemburguer Wort). 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A ministra da Saúde anunciou ontem que o número de residentes que aceitaram vacinar-se contra a covid-19 triplicou, após o anúncio das novas restrições. E admitiu que o Inverno está a ser mais dramático do que era esperado. Há que "evitar novo confinamento".
Paulette Lenert, a ministra da Saúde apela à vacinação.
Ainda não se sabe se uma terceira dose da vacina anticovid-19 vai ser necessária, mas se for o caso, o Luxemburgo está preparado para esse facto. A garantia é dada pela ministra da Saúde, Paulette Lenert, numa resposta parlamentar ao deputado do ADR, Jeff Engelen.